A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

08/04/2017 09:20

Trabalhadores madrugam e formam fila quilométrica para sacar FGTS

Ricardo Campos Jr. e Yarima Mecchi
Na agência da Barão, filas chegavam na calçada e dobravam esquina com a 14 de Julho (Foto: Marcos Ermínio)Na agência da Barão, filas chegavam na calçada e dobravam esquina com a 14 de Julho (Foto: Marcos Ermínio)
Aparecido trabalha desde os 16 anos e levou quatro carteiras de trabalho para sacar FGTS (Foto: Marcos Ermínio)Aparecido trabalha desde os 16 anos e levou quatro carteiras de trabalho para sacar FGTS (Foto: Marcos Ermínio)

Trabalhadores que foram até a agência da Caixa Econômica Federal da Rua Barão do Rio Branco neste sábado (8) se depararam com uma fila quilométrica que dobrava a esquina com a Rua 14 de Julho. O banco abre hoje em horário especial para atender quem tem dinheiro nas contas inativas de FGTS para sacar.

Assim como na unidade da Rua 13 de Maio, os funcionários começaram a atender meia hora mais cedo, mas somente foram autorizados a entrar os idosos, gestantes, pessoas com deficiência e com crianças de colo. Os demais tiveram que aguardar até as 9h, horário marcado para o início das atividades.

O operador de caldeira Aparecido Aldo do Campos, 53 anos, chegou ao local às 5h30 e garantiu o segundo lugar na fila. Ele madrugou no local porque ainda tem que ir para o trabalho, onde assume o serviço às 6h e está sendo substituído por um colega até conseguir rendê-lo.

Campos estava com quatro carteiras de trabalho e não sabia quanto tinha disponível para retirar. “Eu comecei a trabalhar com 14 anos com carteira assinada. Antigamente menor podia trabalhar, hoje não pode. Já passei por várias empresas de Campo Grande”, contou ao Campo Grande News.

Joel Vicente Conde, 57 anos, é técnico de segurança e pretende usar o dinheiro disponível para pagar contas e comprar mantimentos para a casa. Ele chegou ao local às 6h30.

Um funcionário da Caixa, que pediu para não ser identificado, disse que a estimativa é atender mil pessoas hoje, a maior parte curiosos em busca de orientações. Ontem, quando os servidores apenas solucionavam dúvidas dos trabalhadores, foram 770 pessoas apenas naquela agência.

Nove agências abrem na Capital neste sábado: na Rua 13 de Maio, Avenida Bandeirantes, Avenida Coronel Antonino, Rua Barão do Rio Branco, Avenida Eduardo Elias Zahran, Avenida Mato Grosso, Avenida Marechal Deodoro (Aero Rancho), Avenida Júlio de Castilho e Avenida Gury Marques (em frente à rodoviária).

No interior, outras 28 também funcionam. Estima-se que em Mato Grosso do Sul 138.445 pessoas estejam aptas a receber o benefício, injetando R$ 146.154 milhões na economia do Estado.

O horário de funcionamento será das 9h às 15h. Além disso, nos dias 10, 11 e 12 de abril as agências abrirão duas horas mais cedo.

De acordo com o cronograma divulgado pela Caixa no início deste ano, a segunda etapa dos saques iniciariam no próximo dia 10 (segunda-feira) mas a rede antecipou o calendário.

Segundo a assessoria de imprensa da Caixa, a segunda etapa de pagamentos contempla 60% mais trabalhadores que a primeira, iniciada em 10 de março. No total, 7,7 milhões de pessoas terão acesso a cerca de R$ 11,2 bilhões - valor equivalente a 26% do total de saldo disponível para todo processo de pagamento, que finaliza em julho.

Entre os dias 10 e 31 de março, 118.383trabalhadores sacaram o saldo disponível em Mato Grosso do Sul. Em todo o País, o número ultrapassa os 3,7 milhões de pessoas. O total sacado no Estado foi de R$ 80.343. 123 e no Brasil, mais de R$ 5,9 milhões já foram sacados.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions