A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018

03/01/2008 13:47

Venda de carros bate recorde e entregas atrasam

Redação

O grande "boom" nas vendas de veículos zero quilômetro, especialmente no fim do ano, gerou um grande número de compradores que estão à espera da entrega pelas montadoras. Em Campo Grande, concessionárias comemoram o aquecimento e têm listas com dezenas de clientes que aguardam a chegada do sonho de consumo. O setor calcula aumento de vendas de 30% ao longo de 2007, enquanto o comércio em geral viveu um ano morno. Os financiamentos, cada vez mais longos, são apontados como o principal estímulo para as compras.

O gerente de vendas da Perkal, Eduardo Rossete, afirma que a demanda esgotou rapidamente estoque de carros mais populares, como o Corsa Classic e o Celta. Na Smart, cerca de 40 clientes esperam pelo veículo comprado no fim do ano, conforme o gerente de vendas Ronaldo Ribeiro.

Para ele, o aumento dos prazos para vendas foi o principal estímulo aos consumidores. O prazo médio de financiamento, diz, saltou de 36 meses a 48 meses, podendo chegar até a 72 meses. "Há montadoras que já falam em financiamento em 84 meses e até 100 meses", diz. O gerente afirma que a grande procura acabou esbarrando na logística para o transporte de veículos e sobrecarregando transportadoras.

"Tive contato com uma fonte em São Paulo que disse que o normal era ter 800 veículos ao dia no pátio, chegando a 1,2 mil em períodos de pico. Desta vez o número saltou a 3 mil veículos ao dia", afirma.

O diretor comercial da Enzo, Nivaldo Pessoa de Lucena, também comemora os bons resultados. "Nossas vendas cresceram 29% em relação a 2006. Foi um ano muito bom", diz. A maior saída, cerca de 55% a 60%, foi de veículos 1.0 e o Pálio Celebration, de R$ 34 mil, foi a vedete da concessionária. Das vendas, afirma, 70% foram financiadas, a maioria em parcelas de 60 a 70 meses.

A empresa tem cerca de 30 veículos vendidos pela internet por serem entregues

Dólar fecha em queda, cotado a R$ 3,71, de olho no cenário eleitoral
O dólar fechou a sexta-feira (19) em queda com o mercado ainda acompanhando o cenário eleitoral. A moeda caiu 0,26%, vendida a R$ 3,7125. Na semana, ...
Preço da gasolina cai 2% nas refinarias a partir de amanhã
A Petrobras anunciou hoje (19), em sua página na internet, que o preço do litro da gasolina ficará 2% mais barato em média nas refinarias de todo o p...
Índice que reajusta aluguel acumula inflação de 10,88% em 12 meses
O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, subiu 0,97% na segunda prévia de outubro. A taxa é inferior ao 1...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions