ACOMPANHE-NOS    
MAIO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 21º

Economia

Vendas de álcool gel cresceram 63% no Estado no primeiro bimestre deste ano

Aplicativo de farmácias aponta crescimento nas vendas no primeiro bimestre deste ano em relaçao ao ano passado por causa do corona

Por Rosana Siqueira | 30/03/2020 13:17
Vendas de álcool dispararam no MS e produtos sumiram das prateleiras. (Arquivo)
Vendas de álcool dispararam no MS e produtos sumiram das prateleiras. (Arquivo)

Mato Grosso do Sul teve um incremento de 63% nas vendas de álcool gel no primeiro bimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são do Farmácias APP, aplicativo de vendas online de saúde e beleza do Brasil, traz um estudo completo a respeito das vendas de itens relacionados à prevenção da COVID-19, doença transmitida pelo coronavírus.

De acordo com o levantamento, Goiás é o campeão em crescimento de faturamento com as vendas de álcool em gel na região Centro-Oeste ondehouve aumento de 170% na cifra obtida no primeiro bimestre deste ano em comparação aos meses de janeiro e fevereiro de 2019. O levantamento abrange todo o mercado farmacêutico brasileiro, tanto físico quanto e-commerce.

“Estamos avaliando constantemente o comportamento de compra dos brasileiros para entender possíveis necessidades de estoque e colaborar com qualquer ajuda que as farmácias precisem na hora de gerir as vendas realizadas. Acreditamos que é o momento de direcionar esforços para garantir que itens básicos de prevenção à doença estejam sempre à mão dos brasileiros”, destaca a companhia.

Ainda de acordo com o estudo, na região Centro-Oeste o segundo colocado em aumento nas vendas de álcool em gel é o Distrito Federal, com aumento de 147% no faturamento gerado por esse item. Em terceiro lugar está o Mato Grosso, com incremento de 89% e, por último, o MS.

Venda de máscaras também aumenta na região

De acordo com o estudo, também é possível notar aumento expressivo nas vendas de Descartáveis (categoria formada por máscaras de uso comum e hospitalares). Nesse item, quem lidera o aumento nas vendas é o Distrito Federal, com aumento de 447% no faturamento gerado no primeiro bimestre deste ano em relação ao do ano passado. Em seguida, está Goiás (+125%), em terceiro, Mato-Grosso do Sul (+156%). O Mato-Grosso (+45%) ocupa a quarta posição.

 “A tendência é de aumento enquanto o vírus se mantiver presente no país. É fundamental que as pessoas usem todas as medidas de precaução necessárias a fim de evitar ao máximo a transmissão da doença”, finaliza a companhia.