ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  23    CAMPO GRANDE 33º

Educação e Tecnologia

Em MS, 181 mil linhas de telefonia celular foram desligadas em 12 meses

No levantamento mensal, divulgado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), são 20.009 aparelhos a menos em relação a fevereiro de 2019, representando 0,65% do total.

Por Gabriel Neris | 29/04/2019 14:00
Mulher fala ao celular no Centro de Campo Grande (Foto: Arquivo/Marina Pacheco)
Mulher fala ao celular no Centro de Campo Grande (Foto: Arquivo/Marina Pacheco)

Mato Grosso do Sul perdeu no período de um ano 181.830 linhas de telefonia móvel. Em março do ano passado eram 3.219.656 aparelhos em funcionamento, enquanto no mesmo mês deste ano foram registrados 3.057.835, redução de 5,64%.

No levantamento mensal, divulgado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), são 20.009 aparelhos a menos em relação a fevereiro de 2019, representando 0,65% do total. No período de cinco anos o Estado perdeu 833.143 linhas de telefonia móvel, representando 21,52%.

A Anatel apontou ainda que no Brasil as linhas móveis pós-pagas registraram 102,24 milhões de unidades em operação. Com isso, elas passaram a ser 44,67% do mercado, aumento de 6 pontos percentuais de participação em 12 meses, resultado de um acréscimo no volume de linha pós-pagas de 12,89% (+11,67 milhões de unidades).

No mesmo período, as linhas pré-pagas apresentaram queda de 12,79% (-18,58 milhões de unidades) totalizando 126,64 milhões em operação no mês passado. Dessa forma, o Brasil encerrou março de 2019 com 228,88 milhões de linhas móveis em operação, diminuição de 2,93% do total de linhas no País em 12 meses (-6,91 milhões).

Os grandes grupos da telefonia móvel representavam 97,28% do mercado (222,65 milhões de linhas em operação). A Vivo registrou 73,53 milhões de unidades, seguida da Claro com 56,38 milhões, da TIM com 55,08 milhões e da Oi com 37,66 milhões.

Nos últimos 12 meses, todas elas apresentaram redução na base de assinantes: TIM menos 4,86% (-2,81 milhões de linhas móveis em operação), Claro menos 4,13% (-2,43 milhões), Oi menos 2,90% (-1,12 milhão) e Vivo menos 2,09% (-1,57 milhão).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário