ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 29º

Educação e Tecnologia

Enem adiado: 5 dicas para aproveitar melhor os dias extras de estudo

Autodisciplina, planejamento, e utilizar férias para revisão são algumas das recomendações dos professores

Por Tainá Jara | 09/07/2020 18:17
lAulas online complementares são alternativa para aproveitar os dias extras de estudo para o Enem (Foto: Divulgação/Nota 10)
Aulas online complementares são alternativa para aproveitar os dias extras de estudo para o Enem (Foto: Divulgação/Nota 10)

Cronograma de estudos bem definido e autodisciplina estão entre as recomendações dos professores de cursinho para os alunos aproveitarem melhor os dias extras ganhos com o adiamento do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A edição 2020 da prova ficou marcada para os dia 17 e 24 de janeiro do ano que vem.

A pandemia veio de forma a obrigar vários setores a se reinventar. Na educação, a situação excepcional mexeu com o que há de mais essencial para professores e alunos se planejarem de forma efetiva e com resultados, o cronograma de estudos.

De acordo com o professor de redação, Sérgio Campos, o plano de estudos está comprometido desde a entrada em vigor de vários decretos para incentivar o isolamento social. As aulas presenciais, por exemplo, foram suspensas sem data de retorno precisamente definida.

Os decretos foram prorrogados com o passar dos meses, o que dificultou a elaboração de um cronograma pós-pandemia. Embora o retorno as aulas presenciais ainda não esteja definido, os alunos que dispõem de condições, podem se organizar a partir das datas para realização do Enem.

A professora de Biologia, Vanessa Falchetti, ministra aulas na Escola Nota 10, e lembra que há duas situações diferentes para quem vai começar a elaborar o cronograma de estudos. Quem ainda está em momento de recesso pode aproveitar para ganhar um gás e descansar durante uma semana. Já quem retomou as aulas, a hora é de já por a mão na massa.

Confira 5 dicas dos professores ouvidos pela reportagem do Campo Grande News:

- Tendo data específica para finalizar o conteúdo, é preciso um trabalho mental para programar os estudos. Montar um cronograma é fundamental para otimizar o tempo;

2 -  Levantar quais são os assuntos mais cobrados no Enem, priorizar o que ainda não foi utilizado e revisar o que foi possível estudar até agora, para o conteúdo não cair “na famosa curva do esquecimento”, como define Vanessa;

- Aproveitar dezembro e janeiro, meses em geral de férias, para revisar conteúdo. “Existe um consenso bastante grande, de que aquelas duas semanas entre Natal e Ano Novo, não são produtivas. Então não adianta querer forçar um ritmo de estudos intensos entre o dia 24 de dezembro até o dia 1º de janeiro”, explica o professor Sérgio. Se não quiser ficar parado, a dica é fazer apenas revisões que exigem menor intensidade;

4 - Ter contato com a prova do Enem. Acessar provas dos anos anteriores para conhecer melhor o conteúdo e até mesmo fazer o teste de resistência física e psicológica, já que a prova exige algumas horas para ser concluída.

5 - Busque aulas complementares online. De acordo com o professor Sérgio, a metodologia a distância permite ao candidato escolher professores de todo Brasil e ainda economizar, visto que os cursinhos online são de 15% a 25% mais baratos que os presenciais, suspensos durante a pandemia. “Apenas é preciso autodisciplina”, recomenda.