A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019

21/07/2019 15:12

Tubos de ensaio e robozinhos "antecipam" SBPC em Campo Grande

Maior evento científico da América Latina espera reunir 15 mil pessoas

Tainá Jara e Mirian Machado
Estão previstas mais 250 atividades na programação. (Foto: Mirian Machado)Estão previstas mais 250 atividades na programação. (Foto: Mirian Machado)

Tubos de ensaio e até pequenos robôs eram alguns dos itens verificados na manhã deste domingo nas estruturas montadas na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) para receber os pesquisadores inscritos na maior feira de pesquisa da América Latina. Com o tema “Ciência e Inovação nas Fronteiras da Bioeconomia, a da Diversidade e do Desenvolvimento”, a 71ª reunião anual da SBPC (Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência), é realizada pela primeira vez no Mato Grosso do Sul e começa hoje, com solenidade de abertura prevista para ocorrer às 18h de hoje.

Pesquisadores de todo o País trabalham intensamente na montagem das apresentações. A previsão é que 15 mil pessoas passem pelo evento. Doutora pela UFMS, a ecóloga Vanessa Nóbrega, 30 anos, retornou da instituição com um grupo de outras cinco pessoas do Insa (Instituto Nacional do Semiárido), da Paraíba. Com metade da apresentação montada, eles vão entregar cartilhas, livros e explicar sobre práticas envolvendo o uso do solo e dessalinização da água. “Temos várias amostras de solo de onde extraímos tintas”, explica sobre os tubos que leva nas mãos.

Vanessa é doutora pela UFMS e agora atua como pesquisadora na Paraíba (Foto: Mariana Pacheco)Vanessa é doutora pela UFMS e agora atua como pesquisadora na Paraíba (Foto: Mariana Pacheco)

Fauna amazônica também terá espaço na feira. Pesquisadores do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, da Tefé, no Amazonas, estão preparando apresentação a respeito do intercâmbio com comunidades em relação aos animais da região. “O foco é falar de preservação de peixes e manejo de animais”, explica a engenheira agrônoma, Jerusa Cariago, de 38 anos. Ela é de Dourados, mas há dois anos atua em solo amazônico.

Estão previstas mais de 250 atividades na programação da 71° reunião da SBPC, incluindo conferências, palestras, rodas de conversa, encontros, oficinas e minicursos de todas as áreas do conhecimento. Entre elas estão realizações que abordam temáticas Afro e Indígena, Inovação e Educação, além da SBPC Jovem, Sessão de pôsteres ExpoT&C, Avenida da Ciência e Caminhões da Ciência. A programação completa está no site https://sbpc.ufms.br/.

Realizada de 21 a 27 de julho no campus da Capital da UFMS, o evento terá sessões especiais abordando temas como os 20 anos da Plataforma Lattes, o Ano Internacional das Línguas Indígenas, os 150 anos da Tabela Periódica, os 250 anos de Alexander von Humboldt (explorador da Prússia, atual Alemanha, considerado pai da biogeografia e responsável por bases de outras ciências, como a oceanografia e a geologia), os 50 anos da descoberta dos Quark e o centenário do Eclipse de Sobral (CE) –que confirmou a Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions