ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 16º

Enquetes

Em MS, 25% dos leitores já tiveram de acionar Justiça para obter medicamentos

Judicialização da saúde custou caro aos cofres públicos de Mato Grosso do Sul em 2023

Por Clara Farias | 07/02/2024 09:02
Caixas de medicamentos expostas sobre a mesa (Foto: Agência Brasil)
Caixas de medicamentos expostas sobre a mesa (Foto: Agência Brasil)

A enquete do Campo Grande News desta terça-feira (6) mostrou que 25% dos leitores já precisaram acionar a Justiça para conseguir medicamentos ou tratamentos pelo SUS (Sistema Único de Saúde). No último ano, a judicialização da saúde chegou a custar R$ 100 milhões aos cofres do Estado.

Nas redes sociais do jornal, os leitores comentaram que já acionaram a Justiça para conseguir insulina e outros medicamentos. Thalita Souza comenta está a um passo de procurar seus direitos. "Minha cirurgia de hérnia inguinal foi rejeitada por falta de informação da médica", explicou a leitora.

Willian Saraiva relata que precisou acionar a Justiça para conseguir receber o medicamento para epilepsia e aproveita para reclamar: "Por sinal está sem na Casa de Saúde há mais de três meses e não tem previsão", lamentou o leitor.

Paola Reichel conta que também procurou a Justiça, mas teve seu pedido negado. "Era muito necessário na época e ainda por cima perdi", comentou.

Gastos aos cofres públicos - Na abertura das atividades da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, que ocorreu nesta segunda-feira (5), o presidente da Casa de Leis, Gerson Claro (PP), comentou que a judicialização da saúde chegou a custar R$ 100 milhões aos cofres públicos. Em 2023, o debate sobre a temática foi antecipado pelo deputado Pedro Caravina (PSDB).

Segundo o presidente da Assembleia, será preciso criar mecanismos para resolver a situação, como câmaras de conciliação pública.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade


Nos siga no Google Notícias