ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 31º

Enquetes

Maioria dos leitores está do lado da Prefeitura na briga do abre e fecha

Nas redes sociais a justificativa dos leitores é estarem do lado de quem precisa trabalhar

Por Ana Paula Chuva | 19/06/2021 08:05
Lojas abriram as portas já na tarde da segunda-feira, após decreto municipal. (Foto: Paulo Francis)
Lojas abriram as portas já na tarde da segunda-feira, após decreto municipal. (Foto: Paulo Francis)

Desde o último dia 11, o comércio de Campo Grande vive a incerteza de abrir ou fechar as portas, isso tudo porque mesmo classificada na bandeira cinza do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia), a Prefeitura da Capital permitiu o funcionamento total das atividades econômicas da cidade.

Com a classificação cinza , que  determina risco extremo para covid-19, de Campo Grande e mais 42 cidades, a gestão Reinaldo Azambuja (PSDB), definiu que as medidas restritivas determinadas pelo Prosseguir deveriam ter adesão obrigatória pelos municípios de acordo com a bandeira classificada.

No primeiro momento, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) disse que seguiria as determinações, mas pediu um prazo de 72h para adotá-las. O governo estadual então concedeu 48 horas para que o comércio não perdesse tanto em razão do Dia dos Namorados.

Após o prazo vencido, no entanto, a prefeitura de Campo Grande decidiu não acatar a obrigatoriedade do Prosseguir, que determina o fechamento temporário do comércio na bandeira cinza, e manteve as atividades econômicas 100%% liberadas, alegando que a responsabilidade do aumento de casos de covid-19 não é dos estabelecimentos comerciais.

Resultado da enquete desta sexta-feira (18). (Arte: Thiago Mendes)
Resultado da enquete desta sexta-feira (18). (Arte: Thiago Mendes)

Para 67% dos leitores, que responderam a enquete de ontem (18) no Campo Grande News, a Prefeitura de Campo Grande está com razão na briga para manter o comércio aberto, ou seja, dos quase 5 mil votantes, 3.329 concordam com Marquinhos.

Nas redes sociais, uma  leitora, justificou  "Estou do lado do cidadão que trabalha e leva o sustento pra casa de maneira honesta, todo trabalho é essencial", assim como a maioria dos comentários feitos pelos leitores.


Nos siga no Google Notícias

Veja Também

Regras de comentário