A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

23/07/2009 10:26

Festa de 110 anos terá Renato Teixeira

Redação

Com um mês de antecedência, começa já neste domingo (26) a programação cultural na festa dos 110 anos de Campo Grande, comemorados dia 26 de agosto. Há música, dança, artes plásticas história e teatro, tudo com entrada franca.

Música - O show gospel Louvor a Campo Grande abre a extensa agenda especial, a partir das 17 horas de domingo, na Concha Acústica Família Espíndola, que fica na Praça do Rádio Clube.

No dia 14 de agosto a Noite da Seresta Especial, também na Praça do Rádio Clube, será com Renato Teixeira.

No aniversário da Capital, dia 26 de agosto, Luan Santana canta o parabéns a Campo Grande. O show dele será realizado no Parque das Nações Indígenas, a partir das 18 horas.

No dia 28, a Praça do Rádio Clube recebe Almir Sater, em mais uma edição da Noite da Seresta Especial.

A Banda Municipal Maestro Ulisses Conceição comemora seu aniversário com Recital no Teatro Dom Bosco no dia 5 de agosto, às 20 horas.

Ainda com as bandas, as retretas de agosto são outra atração tradicional em alusão ao aniversário de Campo Grande, nos sábados 8, 15 e 22, sempre a partir das 8 horas, no Calçadão da rua Barão do Rio Branco.

A Orquestra Sinfônica Municipal também realizará apresentações nos parques da cidade, começando pelo Ayrton Senna, no bairro Aero Rancho, no dia 16 de agosto, às 17 horas. No dia 23, recebe a atração, no mesmo horário, o Parque Tarsila no Amaral, no bairro Vida Nova II.

Artes Plásticas - O artista Adilson Sheifer é o primeiro no calendário comemorativo aos 110 anos da Capital. As obras de Adílson estarão expostas, a partir no Arte e Cores do Paço, no mês de agosto.

No dia 4, tem início o projeto Arte do Interior na Capital que trará a Campo Grande obras de artistas de Dourados, Coxim, Rio Verde e Três Lagoas.

A primeira a expor é Dourados, a partir das 19h30, na Morada dos Baís, na seqüência Coxim, no dia 11, Rio Verde de Mato Grosso, no dia 18 e Três Lagoas, no dia 25, sempre no mesmo horário e local.

O projeto Cultura e Arte na Praça vai montar um ateliê a céu aberto, na Praça do Rádio, no dia 15 de agosto, a partir das 17 horas, com artistas pintando suas telas e ainda expondo seus trabalhos. O ateliê convidado é o Cidó Zanirato, juntamente com o escultor Paulo Celestino.

O Centro Comercial Popular também comemora seu aniversário de 10 anos com exposição de artes plásticas e shows musicais, com o projeto Arte no Camelódromo.

História - O projeto Lídia na Morada, irá fazer uma viagem pela história, nos dias 6, 13, 20 e 27, sempre às 19 horas na Morada dos Baís.

E no dia 18, às 9 horas, quem visitar o Museu José Antonio Pereira terá a oportunidade de assistir uma interpretação da história do fundador. "Queremos que a população possa também vivenciar essa história", enfatizou o diretor-presidente da Fundac (Fundação Municipal de Cultura), Athayde Nery.

Teatro - As artes cênicas também têm seu espaço na programação cultural, com o Festival Campo Grande Encenas, que acontece nos dia 28 e 29 de agosto, às 19h30, no Armazém Cultural.

Dança - A dança, como já é tradicional, estará representada pelos diversos grupos que se reúnem no Dança Campo Grande, de 24 a 27 de agosto, no Teatro Glauce Rocha.

Literatura - O projeto Salas de Leitura do próximo mês será em homenagem a Ruth Rocha, no dia 5, às 10 horas na Biblioteca do Horto e às 14 horas, no Armazém Cultural e o Conversa com o Escritor, com Elizabeth Fonseca, no dia 08, às 9 horas, na Sala de Leitura Comunitária das Moreninhas.

Feiras - Duas feiras movimentam a programação: a do Bem Estar, nos dias 8 e 9, a partir das 8 horas, no Horto Florestal com diversas atrações e estandes.

Tem também a Feira Cultura Indígena, nos dias 15 e 16, a partir das 8 horas, na Praça Ari Coelho, com artesanato, danças e comidas típicas.

Além de todos esses eventos, a Fundação mantém suas atrações como o Show na Cidade, Arte na Biblioteca, Domingo Cultural na Feira Central e Só Rock no Horto, eventos que valorizam os artistas locais dos mais variados gêneros e ainda a edição dos Diálogos Contemporâneos, com Renato Janine Ribeiro, professor de ética e filosofia política da USP (Universidade de São Paulo).

De acordo com Athayde Nery, a Fundac procurou contemplar os mais diversos segmentos culturais: teatro, dança, artes plásticas, literatura e música propiciando a população diversas oportunidades.

"Só não vale ficar em casa, temos os mais variados gêneros e atrações, todas gratuitas e em diversos bairros de Campo Grande", destacou Athayde.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions