A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/02/2010 20:23

Vila Carvalho é campeã pela segunda vez consecutiva

Redação

Trazendo a "a África e Todos os Deuses e Todas as Raças" para a Via Morena, a Vila Carvalho venceu o carnaval de Campo Grande. Depois de 2 horas de atraso para o início da apuração e briga entre torcidas, a escola comemorou a segunda vitória consecutiva, consagração ao trabalho que envolveu mais de 550 integrantes no desfile, o maior número dentre todas as participantes do Grupo Especial.

Igrejinha e Unidos do Cruzeiro terminaram, respectivamente, na 2ª e 3ª posição. Para chegar a esse resultado, 30 jurados analisaram 10 quesitos.

Mestre da bateria da Vila Carvalho, Wlauer de Carvalho Júnior, de 18 anos, contou que chorou durante todo o desfile de domingo, tamanha a emoção. Ele é filho do diretor da escola e neto de um dos fundadores.

Na bateria desde os 5 anos, Wlauer lembra que a escola conseguiu quebrar a hegemonia da Igrejinha, que por muito tempo venceu a competição na Capital, e que agora quem não quer mais "largar o osso" e a Vila Carvalho.

O pai do jovem percussionista reforça que as escolas aprenderam que só o profissionalismo vai fazer vingar o Carnaval de Campo Grande. O que falta é patrocínio, lamenta Wlauer de Carvalho, diretor de Carnaval da Vila.

Ele diz que perdeu as contas de quantas vezes foi em busca de apoio de empresários. Neste ano, festas organizadas pela comunidade e doações garantiram os cerca de R$ 70 mil para colocar o samba na avenida.

"Mas só no dia em que eles (empresários) perceberem que não estamos brincando de fazer carnaval é que vão nos apoiar", avalia, lembrando que nos dois últimos meses ele dormiu apenas 4 horas por dia.

Brilho- Para o presidente da Fundac (Fundação Municipal de Cultura), a melhoria da qualidade dos desfiles ficou evidente em 2010 e o mérito é das escolas que descobriram que não podem ficar dependentes de recursos públicos.

"A escola mais simples do ano passado, surpreendeu neste ano pela qualidade das fantasias. E as campeãs então, foi uma surpresa", disse.

Por trás do esforço das escolas está a premiação em dinheiro, o que não ocorreu no ano passado. A campeã do grupo principal recebe R$ 3.700,00 e a segunda colocada terá R$ 3.050,00. Já a vencedora do grupo de acesso ganhou R$ 2.700,00 e a vice levará R$ 2.050,00.

As escolas também tiveram uma melhor estrutura (inclusive com mesa de som profissional), com transporte e mais arquibancadas, que manteve o público até o fim dos desfiles, e a intenção das escolas de convencer a prefeitura a fazer um sambódromo em Campo Grande. No último dia de desfile, no domingo, o público foi de 18 mil, segundo os organizadores.

Mesmo como segundo colocado, o autor do samba enredo da Igrejinha avalia que a escola deu uma contribuição fundamental, quando o assunto é Carnaval. Levou para a avenida a história da 14 de Julho, conhecida por poucos. "Ningu´´em sabia que esse nome é por causa da queda da bastilha na França, por exemplo".

O samba empolgou também os organizadores e membros da Fundac, mas levou apenas o título de vice em 2010. O último campeonato da escola foi em 2008.

A terceira colocada, Grêmio Recreativo Unidos do Bairro Cruzeiro, vice-campeão de 2009, mostrou o enredo "Vermelho na Arena, Cruzeiro na Passarela, Garantido em Campo Grande, somos Vermelho de Paixão".

Propaganda- Apesar de confusão protagonizada por jovens da Catedráticos do Samba, que durante a apuração tiveram de ser contidos com spray de pimenta, o Vice-presidente da Catedráticos, Elvis Cavaquinho, diz que no ano que vem espera que tudo seja perfeito e com desfile ainda mais bonito, "porque temos de ganhar nosso sambódromo", comenta.

No outro extremo, União do Buriti e Unidos do São Francisco foram rebaixadas ao Grupo de Acesso. A escola do bairro São Francisco já largou em desvantagem, com uma penalidade de 50 pontos por causa de atraso e menor número de carros alegóricos e integrantes.

Este foi o primeiro ano em que 2 agremiações foram rebaixadas, como forma de equilibrar a quantidade de escolas no Grupo de Acesso, que só contou com duas em 2010 e no grupo especial, que teve 10 participantes.

Ganhou mas não levou - No Grupo de Acesso, a "Unidos do Aero Rancho", com o tema "Os imortais e a Arcádia Pantaneira", relembrando os escritores sul-mato-grossenses, conquistou 268,5 pontos, mas não carimbou o passaporte à elite do carnaval campo-grandense porque não atingiu 80% da pontuação em todos os quesitos.

Neste ano, essa foi uma das exigência para entrar no grupo de acesso

"Para evitar que a vencedora suba e depois caia, precisamos exigir qualuidade", diz o presidente da Liga de Escolas de Samba, Eduardo de Souza.

Já a "Acadêmicos do Pró-Morar", com o samba-enredo "Respeite a Vida no Trânsito, não beba, não corra, não mate e não morra", obteve 260,5 pontos.

STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...
UFGD oferece vagas em 36 cursos de graduação pelo Sisu
A UFGD (Universidade da Grande Dourados) está ofertando 944 vagas em 36 cursos de graduação para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada). As inscrições...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions