A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

19/02/2018 15:16

“Não souberam perder”, diz presidente do Comercial sobre pancadaria no Morenão

Colorado venceu a partida por 1 a 0 e gandula comemorou gol, dando origem a confusão no clássico

Gabriel Neris
Jeferson Reis agride gandula após gol do Comercial que determinou derrota do Galo (Foto: Reprodução/TV Morena)Jeferson Reis agride gandula após gol do Comercial que determinou derrota do Galo (Foto: Reprodução/TV Morena)

O clássico envolvendo Comercial e Operário no Morenão ainda não acabou. Um dia depois da pancadaria envolvendo jogadores do Galo e um gandula, o presidente do Colorado, Valter Mangini, não poupou críticas aos atletas envolvidos na confusão. A briga ocorreu instantes após o gol de Jô, que garantiu a vitória do time vermelho e branco sobre o rival.

“Não souberam perder. Perderam a cabeça. O gandula comemorou para o lado oposto do banco de reservas. Durante o jogo não teve reclamação ou gandula expulso por reter a bola”, afirmou Mangini.

O gandula Tadeu Francisco Kutter Júnior foi agredido pelo atacante Jeferson Reis. De acordo com o boletim de ocorrência, Raul Prazeres dos Santos Neto, funcionário do Operário, também agrediu o gandula.

O presidente do Colorado defendeu o gandula, que comemorou o gol do Comercial e diz que aguarda a súmula do árbitro Paulo Henrique Salmázio e o relatório do delegado Marcos Paulo Abdalla para avaliar a postura do clube. “A partir disso vamos ver o que fazer na área esportiva”, disse o dirigente.

Mangini disse ainda que pretende “preservar as instituições”, no caso Operário e Comercial, mas na esfera cível e criminal promete não aliviar contra os jogadores envolvidos. “O Operário está achando que não tem mais punição, que pode aprontar, que não vai prender porque é o Operário. Se toda provocação virasse agressão não ia ter jogo”, reclamou.

A diretoria do Galo afirmou ainda que o massagista Raul Prazeres e o jogador Jeferson Reis estão afastados momentaneamente do clube. Durante coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira, o presidente Estevão Petrallas disse que esperava boas notícias em relação ao jogo, “mas infelizmente esse incidente faltando 30 segundos para o final da partida mudou tudo”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions