A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/07/2011 15:29

Área que garantiria Vila Olímpica ao Comercial será posto de saúde

Ítalo Milhomem e Fabiano Arruda
O Colorado chegou a criar uma planta da futura sede do clube.(Reprodução: E.C.C - Uma paixão colorada)O Colorado chegou a criar uma planta da futura sede do clube.(Reprodução: E.C.C - Uma paixão colorada)
Área onde seria construída a nova Vila Olímpica do Esporte Clube Comercial (Imagem: Google Maps)Área onde seria construída a nova Vila Olímpica do Esporte Clube Comercial (Imagem: Google Maps)

Enquanto o hipermercado Comper se prepara para inaugurar a nova loja, no local onde até 2007 funcionava antiga Vila Olímpica, na Vila Bandeirantes, o Esporte Clube Comercial continua sem sede própria e perdeu a área que seria utilizada para construir o novo CT (Centro de Treinamento) do clube. Agora, o terreno irá abrigar um posto de saúde, contam moradores.

A Vila Olímpica foi vendida por R$ 1.212.120,00 em 2006, para quitar dívidas trabalhistas que o clube possuia. Na época, um acordo foi firmado com a prefeitura de Campo Grande, para a doação de uma nova área ao Comercial.

O clube ficaria com duas quadras no bairro Oliveira I, entre as ruas Orlandina de Oliveira Lima e Maria Luiza Moraes, passando pelas ruas João Ribeiro Guimarães, Antônio João Escobar e Antônio Vieira Almeida.

De acordo com livro "Esporte Clube Comercial, uma paixão colorada", escrito pelo professor João Batista Campagnani Ferreira, os terrenos pertenciam ao CRAEC (Clube Recreativo dos Amigos Esporte Clube Comercial) e seriam destinados ao Colorado para construção de três campos, alojamentos para os atletas, refeitório e a sede do clube, porém a planta não saiu do papel.

No local, existe um campo gramado, com uma edificação do CRAEC, onde segundo informações de moradores algumas pessoas ainda jogam bola, mas não há o uso por parte dos moradores do bairro.

Outra parte do local onde seria a nova "Vila Olímpica" foi ocupada por moradores em lotes e em outra quadra que seria utilizada pelo clube, estão começando as obras para construção de um posto de saúde.

Campo de Futebol do CRAEC (Clube Recreativo do Amigos do Esporte Cluber Comercial) (Foto: João Garrigó)Campo de Futebol do CRAEC (Clube Recreativo do Amigos do Esporte Cluber Comercial) (Foto: João Garrigó)
Área onde seria construída a nova sede do Comercial e agora abrigará um posto de saúde.(Foto: João Garrigó)Área onde seria construída a nova sede do Comercial e agora abrigará um posto de saúde.(Foto: João Garrigó)

Campeão estadual 2010, e semifinalista este ano, o Comercial continua sem sede própria. Um dos grandes clubes de futebol do Estado, ainda sobrevive em uma casa, onde funciona a diretoria do clube, na rua Pedro Celestino, região central da cidade.

O centro de treinamento, durante o período que o clube participa de competições é alugado, e funciona no antigo espaço da Toca do Jacaré, no conjunto Estrela do Sul.

Sem times inscritos nas categorias de base, que sustentam os clubes profissionais, o Comercial vive um momento nostalgico, após a ascenção da segunda divisão, até chegar ao titulo estadual do ano passado. Agora o presidente do clube, Carlos Alberto Assis, admite "jogar a toalha", e passar o bastão para um outro sucessor administrar o Colorado de Campo Grande. Ele deve deixar o comando do clube em novembro.

Assis comenta que a diretoria comercialina tinha conhecimento, por meio da prefeitura, de que parte do terreno iria abrigar um posto de saúde. O acordo com o município, segundo Carlos Alberto, ficou o seguinte: quando o clube tiver condição financeira de iniciar a construção do novo centro de treinamento, vai voltar a discutir com o Executivo Municipal para chegar um consenso de uma nova área. Por enquanto, a discussão ainda não foi iniciada.

O presidente do Comercial comenta ainda que espera uma área maior para constuir o novo CT com espaço suficiente para contemplar todas as categorias.

"Ter duas unidades gera um custo muito alto e por isto queremos construir uma sede única. Precisamos de uma área grande, mas não temos preferência por região. Não temos condições financeiras de iniciar obra agora. E prefiro não começar para depois ficar inacabado", explicou.

Joaquim e ...Joaquim e ...
Marina acreditam que o posto de saúde será bem vindo pelos moradores do bairro. (Fotos: João Garrigó).Marina acreditam que o posto de saúde será bem vindo pelos moradores do bairro. (Fotos: João Garrigó).

Posto de Saúde - Até pouco tempo, a área estava abandonada, cheia de mato, conta o pedreiro Joaquim dos Santos, de 35 anos, que vive com os pais e mais três irmãos no bairro, há 15 anos.

"Sempre é um bom um novo posto de saúde, antes era um campo de futebol, ai trocaram a presidência da associação de moradores, cercaram aí, tiraram as traves deopis ficou abandonado este local. Agora começaram a construir o posto faz um mês, mas já pararam dinovo, só colocaram as estacas", relatou dos Santos.

A vendedora Marina Nunes de Almeida, de 55 anos, também acredita que será um bom investimento o posto de saúde no local.

"Antes era um campo, só tinha mato, agora vai ficar com o posto de saúde, porque antes dependíamos dos postos do bairro Buriti ou Caiçara. Mas esse pessoal do clube do Comercial, que ocupa esta área deveria devolver, porque é da prefeitura, para os moradores usarem", comenta.



Gostaria de lembrar a políticos, empresários entre outros, que FUTEBOL é uma paixão nacional, e que se não for muito lembrar, Campo Grande faz parte desta nação. Como podem tratar o futebol da nossa cidade dessa forma?
Campo Grande tem o direito de ter futebol, assim como nos outros estados da federação.
É muito triste ver tantas notícias ruins a respeito dos nossos clubes.

 
Carlos Augusto R da Silva em 27/07/2011 05:25:48
Tiro curto!!! Prestem conta de tudo que se faz durante o ano. Talvez assim volte a credibilidade do futebol Campograndense!
Carlos.
 
Carlos Aldi em 26/07/2011 09:46:40
Parabéns ìtalo pela matéria...
Daqui a pouco o Prefeito sai e o acordo com um novo terreno pro Comercial é esquecido...
Como tudo acontece por aqui...

 
Hugo Roberto da Silva Carneiro em 26/07/2011 09:38:23
O Corintias vai ganhar um estadio as custas do nosso imposto de cada dia.Aqui em Campo Grande não se da uma area a um clube tradicional desta cidade.È vergonhoso é uma cidade sem alma.Quem manda aqui são faroesteiro e aventureiros que vem em busca do ouro nosso.Tenho vergonha de ser Campo Grandensse nestas horas.O prefeito Nelsinho Trade como Campograndensse não pode negar isto ao Comercial.De ao Operario algo semelhante mais não deixe de ajudar nossos tradicionais clubes.Não deixe que nossos filhos sejam obrigados a torcer por um time mantido por dinheiro do outro lado do mundo e que a qualquer hora pode sumir.
 
Luiz Carlos Trombini em 26/07/2011 05:57:50
O Futebol de Mato Grosso do Sul apenas está colhendo os frutos que foram plantados anteriormente pelos dirigentes e diretorias corruptas que depenaram o futebol, acabaram com os clubes, com o interesse do torcedor e até os empresários locais preferem investir seu dinheiro longe daqui pois, não tem a mínima confiança na política adotada para administrar o futebol. E uma pena, meu pai foi jogador do comercial eu sou torcedor mas, o futuro deste belo esporte é ir à Falência...
 
JÚLIO CÉSAR ORTIZ DE ARAÚJO em 25/07/2011 11:59:00
Até eu que sou torcedor do Taveira lamento por este perrengue que o Comercial passa.
É claro que é mais necessário que haja o posto de saúde do que o CT, mas é certo de que o Comercial irá para bem longe de suas raizes.
Lembrando que o Elias Gadia deixou de receber o futebol na cidade, para mandar tudo para ao estádio das Moreninhas. Lamentável o que acontece com o futebol de uma cidade quando o importante não é que ele cresça, mas sim, seja trampolim político e promocional para alguns.
E antes que algum desavisado venha dizer que esporte não é necessidade, lembre-se da quantidade de jovens que são vitimados pelo alcool, pelas drogas e pela violência nesta cidade, que se praticassem esporte ou uma atividade que preenchesse seu tempo, estariam longe destes males da sociedade campograndense.
 
Antônio Marcos Alencar em 25/07/2011 08:10:14
Pois é, futebol daqui vai continuar sendo um lixo enquanto o Galo e o Comercial estiverem nessa situação. Tristeza ver os dois maiores do MS desse jeito. O Comercial ainda ta bom. Vai ver o meu Galo nas mãos do Toni Vieria...

E não adianta falar de CeneMoon não que ele representa a Coréia, reverendo, Jardim, sei lá o que, menos CG. Sem rivalidade, time forte, não tem futebol profissional em um estado.
 
Jean K. Santos em 25/07/2011 05:52:17
Pois é sr Carlos Alberto, o Sr. qdo entregou a vila olimpica, para constr. do Comper, o Sr. disse pra todo mundo ouvir, inclusive eu estava lá no hotel Vale Verde, que entregaria mediante uma troca com a construtora, ou PM outra área ainda maior, e já pronta para os treinamentos, mas parece que ficou só na conversa e promessa, e agora essa notícia que vai virar posto de Saude. Parabens sr Carlos Alberto, o sr. conseguiu acabar com o patrimonio do clube, que era o Centro de Teinamento, e um ainda maior, que era as categorias de base: pois qdo o sr. assumiu, o ECC tinha do fraudinha ao sub-18, que por sinal era um timaço, que se mantido seria campeão com pé nas costas, a exemploi daquela safra que tinha, Thiaguinho, Vinicius, Alex, Claudio, Fagner e outros que o Sr. lembra bem, um time com prata da casa, que inclusive meteu 2 no S.Paulo aqui e fomos garfados no morumbi.
 
Bernardo Alberto Carmona em 25/07/2011 04:46:57
Da pena ver o nosso colorado nesta situação,acabaram o time, venderam a sede sem consultar ninguem, agora que não há mais nada abandona,infelizmente, só interesse pessoal,cadê o prefeito,vereadores,e deputados comercialinos, é vergonhoso, meu avô foi presidente na época que se tinha amor pelo clube, e foi assim que me ensinou.
 
jamil felix naglis neto em 25/07/2011 04:28:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions