ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  21    CAMPO GRANDE 20º

Esportes

Após "superfinais" de vôlei, Guanandizão almeja receber mais grandes eventos

Gestores enxergam local como essencial para atrair investimento no esporte e planejam ampliação para eventos culturais

Por Nyelder Rodrigues | 06/11/2020 22:55
Ginásio foi reformado para voltar a receber competições esportivas, mas pode passar por mais adequações para ampliar leque de eventos (Foto: Paulo Francis)
Ginásio foi reformado para voltar a receber competições esportivas, mas pode passar por mais adequações para ampliar leque de eventos (Foto: Paulo Francis)

Aferição de temperatura na entrada, obrigatoriedade de uso de máscaras, distanciamento social nas arquibancadas e muita animação da torcida a cada lance. Assim Campo Grande conseguiu ser a primeira cidade do país a realizar grandes eventos esportivos com a presença de torcedores na pandemia, recebendo a Supercopa de Vôlei.

Considerada exemplo para as outras cidades e alvo de elogios de nomes como o ex-treinador da Seleção Brasileira, Bernardinho, e do atual técnica da Seleção masculina Renan Dal Zotto, Campo Grande promete ainda mais com a reinauguração do ginásio Guanandizão, que passou por reforma de R$ 2 milhões após sete anos fechado.

"Com certeza ser a primeira cidade a receber torcedores em eventos de grande porte no esporte nos trouxe elogios, pois tudo saiu dentro do esperado, e isso é um fator a mais para os atletas. Todos elogiaram nossa organização", explica o diretor da Funesp (Fundação Municipal de Esportes), Rodrigo Terra.

O gestor completa ainda que chegou a conversar nessa manhã com Bernardinho, que hoje treina o time feminino do Flamengo, e ouviu dele parabenizações pelo trabalho realizado na organização da Supercopa, além de um desejo em voltar mais vezes à cidade.

Para diretor da Fundesporte, ginásio tem pode render fomento à economia (Foto: Paulo Francis)
Para diretor da Fundesporte, ginásio tem pode render fomento à economia (Foto: Paulo Francis)

"Ainda não podemos falar detalhes pois são apenas sondagens, mas muitas federações já nos procuraram para realizar mais eventos aqui. Quando tivermos algo concreto, com certeza vamos anunciar com muito prazer", finaliza.

Em julho do ano que vem, o ginásio já tem um compromisso confirmado: a realização da segunda etapa brasileira da Liga da Nações de Vôlei masculino. Além do Brasil, também participam do torneio as equipes da Rússia, Itália e Alemanha.

Tanto nesta sexta-feira (6) como na semana passada, o ginásio recebeu 600 torcedores, convidados do Governo do Estado e da prefeitura de Campo Grande. O número corresponde a 10% da capacidade total do local, que é de 6.152.

Retomada econômica - Tanto para Terra quanto para o diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul), Marcelo Miranda, a reinauguração do ginásio é considerada essencial para captação de grandes eventos, o que consequentemente ajuda a girar a economia nesse momento de retomada.

Rodrigo Terra almeja mais eventos para o Guanandizão, sejam esportivos ou culturais (Foto: Paulo Francis)
Rodrigo Terra almeja mais eventos para o Guanandizão, sejam esportivos ou culturais (Foto: Paulo Francis)

"Nesse momento, grandes eventos como a Supercopa de Vôlei e a Liga das Nações são essenciais, pois movimenta e faz girar o capital na cidade, além de ser uma opção de entretenimento a mais", frisa Miranda. "Aqui fica claro a importância de investir em equipamentos como esse na Capital", completa Terra.

Multiuso - Ainda segundo o dirigente da Funesp, a reforma realizada pela prefeitura em parceria com o Governo do Estado teve como foco a área esportiva, mas em breve o Guanandizão pode passar por mais adequações, afim de adaptá-lo também para receber eventos culturais, como exposições, peças teatrais e shows.

"Já conversei com o prefeito e queremos modernizar o ginásio para além do esporte. Agora já estamos pensando em outras melhorias, pois é um espaço super adequado e que pode receber também eventos culturais e se tornar uma arena multiuso", destaca.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário