ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 24º

Esportes

Atletas de MS são premiados como referência nacional no paradesporto

Medalhistas em Tóquio são beneficiários do programa Bolsa Atleta do Governo do Estado

Jhefferson Gamarra | 09/02/2022 14:48
Rufino e Yeltsin com as condecorações recebidas pelo comitê (Foto: Divulgação)
Rufino e Yeltsin com as condecorações recebidas pelo comitê (Foto: Divulgação)

Medalhistas de ouro na Paralimpíada de Tóquio 2020, disputada em 2021, os atletas sul-mato-grossenses Fernando Rufino e Yeltsin Jacques foram vencedores do Prêmio Paralímpicos, maior premiação do paradesporto nacional, organizada pelo CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro). O evento de homenagem foi realizado na noite da ontem (8), em São Paulo.

A premiação reconhece os feitos dos atletas que se destacaram nas competições ao longo de 2021. Ao todo foram 24 premiados, sendo um por modalidade, decidida por uma comissão interna do CPB, a partir de uma lista enviada pelas confederações responsáveis por cada uma das modalidades representadas na premiação.

O campo-grandense Yeltsin Jacques garantiu o primeiro ouro do Brasil no paratletismo e o seu primeiro em Jogos Paralímpicos. O paratleta venceu com larga vantagem os 5.000 metros rasos da classe T11 (atletas com deficiência visual, com baixa ou nenhuma visão), ao bater o tempo de 15min13s12, melhor marca das Américas e a dois segundos do recorde mundial.

Natural de Eldorado, Fernando Rufino recebeu a homenagem pela paracanoagem. Nas olimpíadas, o “Cowboy de Aço” alcançou seu maior feito da paracanoagem brasileira conquistando a medalha de ouro. Em sua primeira participação, Rufino faturou o ouro nos 200 metros da classe VL2 (canoa havaiana para atletas com deficiência física), chegando à melhor marca da história da prova (53s077).

Ambos atletas premiados são beneficiários do programa Bolsa Atleta do Governo do Estado, na categoria “MS Olímpico”. A nova bolsa auxilia atletas de Mato Grosso do Sul que estiveram na Olimpíada e Paralimpíada de Tóquio-2020. O auxílio é de R$ 5 mil para atletas e paratletas participantes dos jogos; R$ 7 mil para medalhistas e de R$ 3 mil para os técnicos.

Nos siga no Google Notícias