A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/10/2011 00:59

Brasil é ultrapassado por Cuba no quadro de medalhas do Pan

Da Agência Brasil

Brasil e Cuba travam uma disputa particular pela segunda colocação no quadro de medalhas dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México. A liderança é dos Estados Unidos com 217 medalhas conquistadas até agora, sendo 84 de ouro, 76 de prata e 57 de bronze.

Hoje (28), os cubanos ganharam 13 ouros contra seis do Brasil e assumiram o segundo lugar nos Jogos. As medalhas de ouro do Brasil vieram do atletismo, do judô, da ginástica artística e do caratê. O Brasil está em terceiro com 128 medalhas (45 de ouro, 31 de prata e 52 de bronze). Cuba tem 121 medalhas no total, sendo 50 de ouro, 30 de prata e 41 de bronze.

No atletismo, a vitória brasileira veio no revezamento 4x100 metros: tanto no masculino como no feminino. O conjunto formado por Alison Feitosa, Sandro Viana, Nilson André e Bruno Lins não teve dificuldade para superar os corredores de São Cristóvão e Nevis, país que ficou com a prata.

No feminino, o ouro foi conquistado pelas atletas Ana Cláudia Lemos, Vanda Gomes, Franciela Krasucki e Rosângela Santos. As brasileiras venceram com o tempo de 42 segundos e 85 décimos, novo recorde nacional. A medalha de prata foi para o conjunto dos Estados Unidos.

No judô, Bruno Mendonça venceu por ippon o argentino Alejandro Clara, na final da categoria leve (até 73 quilos). Já Leandro Cunha derrotou o americano Kenneth Hashimoto, também por ippon, na categoria meio-leve (até 66 quilos).

O ouro de hoje na ginástica artística veio com Diego Hypolito, na prova de salto sobre a mesa. Ele venceu o chileno Enrique Tomás González. Foi a terceira medalha dourada do brasileiro no Pan de Guadalajara. Ele já havia conquistado a pontuação máxima na prova de solo e na de conjunto por aparelho.

Lucélia de Oliveira também ganhou ouro para o Brasil. Ela derrotou, no caratê (até 68 quilos), a mexicana Yadira Lira, numa luta que acabou 0 a 0 e foi decidida pelos árbitros. Os torcedores mexicanos não concordaram com a decisão dos juízes e vaiaram a brasileira.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions