ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 14º

Esportes

Brasil tentará sexto título em Copa sem grande favorito

Por Eneias Raasch | 28/06/2022 14:25
Foto de Kampus Production
Foto de Kampus Production

A Copa do Mundo do Catar vai começar no dia 21 de novembro, e um dos grandes atrativos é o fato de não ter nenhum favorito absoluto ao título. É claro que há seleções com mais chances de vencer, mas a disputa está aberta. Se você tem alguma previsão para o Mundial, acesse o sites-de-apostas.net e saiba como dar seus palpites.

Entre as favoritas, duas seleções despontam como as principais: França e Argentina. A primeira é a atual campeã mundial e tem grandes jogadores em ótima fase, como Mbappé e Benzema. Já a segunda é a vencedora da última Copa América, da Finalíssima, e tem no elenco ninguém menos do que Lionel Messi.

Mas ainda há outras equipes que vão brigar pelo título – Brasil, Alemanha, Espanha e Inglaterra são seleções bem cotadas nas bolsas de apostas. Além disso, são todas campeãs mundiais e contam com jogadores que brilham nas principais ligas do planeta.

As duas primeiras são, ao lado da Itália, as camisas mais pesadas do futebol mundial. Enquanto os ingleses, apesar de jogadores notáveis e de serem os criadores do esporte, não conseguem transformar isso em bons resultados. Recentemente, no entanto, foram vice-campeões da Eurocopa e ficaram em quarto lugar na Copa da Rússia. A expectativa na terra da rainha é de que, no Catar, venha o título que eles perseguem desde 1966.

Já os espanhóis, ao longo dos últimos anos, afirmaram-se como uma das principais forças do futebol mundial. Jogadores experientes como Morata, Jordi Alba, Marcos Alonso e Carvajal podem dar a tranquilidade que o time precisa para avançar na competição.

Então, a princípio, o cenário do Mundial do Catar é de muito equilíbrio. Para conquistar seu sexto título, o Brasil terá de passar por adversários tão ou mais fortes do que ele. Nos últimos jogos, a seleção vem mostrando uma mescla interessante entre jovens talentosos e jogadores experientes.

Da nova geração, Vinícius Jr., Rodrygo, Bruno Guimarães, Richarlison, Antony, entre outros, vêm se consolidando no futebol europeu. Com o apoio de Alisson, Thiago Silva, Casemiro e Neymar, jogadores vencedores em seus clubes, o Brasil poderá formar um time bastante competitivo. Caberá a Tite encontrar o melhor esquema e fazer com que as peças se encaixem.

Talvez esse Brasil chegue mais bem preparado ao Mundial de 2026, quando a nova geração estará madura. Apesar disso, o time atual é forte e poderá brigar de igual para igual com os rivais. Certamente, torcedores do mundo todo vão testemunhar uma das Copas mais disputadas dos últimos tempos.



Nos siga no Google Notícias