A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/09/2014 12:00

Campeonato de arracadas tem 40 competidores e uma única mulher

Caroline Maldonado
Juntos, Glaucy e Rodrigo não perdem uma competição (Foto: Marcelo Victor)Juntos, Glaucy e Rodrigo não perdem uma competição (Foto: Marcelo Victor)

Para alguns a graça está na velocidade e para outros o importante é vencer, mas para a secretária executiva, Glaucy Stela, 30 anos, ser a única mulher da competição é o mais instigante. Ela disputa neste domingo (28) na categoria Desafio 9.5 da 5ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Arrancadas, no Autódromo Internacional de Campo Grande. Além dela, são mais 39 competidores, todos homens.

Empolgada, Glaucy explica como se manter na competição e deixa transparecer a vontade de ganhar, mas garante que a motivação mesmo vem de competir com os homens. Afinal, foi um deles que fez Glaucy se apaixonar pelo esporte. “Eu tenho como lazer, não tanto como competição, mas o mais interessante mesmo é saber que só tem eu de mulher competindo”, afirma, ao lembrar que o gosto pela arrancada surgiu há 5 anos, depois que conheceu o atual esposo.

“Eu tinha um gol turbo e coloquei ela para brincar e ela gostou não largou mais”, conta orgulhoso o marido, Rodrigo Zago, 30 anos. Ele explica que quem quer começar a correr só precisa ter disposição e paixão pelo esporte. “Tem pessoas que se impressionam e pensam que só quem investe muito dinheiro pode correr, mas não é assim. Quem começa, pega gosto e aí vai investindo aos poucos. O que move a agente é o amor pelo esporte”.

Na categoria Dragster, Pedrinho é a atração (Foto: Marcelo Victor)Na categoria Dragster, Pedrinho é a atração (Foto: Marcelo Victor)
Última etapa do campeonato vai até as 17h (Foto: Marcelo Victor)Última etapa do campeonato vai até as 17h (Foto: Marcelo Victor)

Se o assunto é se destacar antes mesmo de correr, Glaucy tem um concorrente forte. É o garoto que todos chamam de Pedrinho. Com 17 anos, Pedro Augusto Martinhago corre há dois anos e veio de Maringá para competir na categoria Dragster. Ele é favorito de muita gente, mas é modesto. “Vamos ver o que vou conseguir fazer hoje, depende da pista”, diz.

Boa parte do público é de amigos e parentes de competidores, além daqueles que são da velha guarda e mantém a paixão pela arrancada. O empresário Luiz Fernando Yamasato, 48 anos, é um desses. Campeão Estadual da categoria Turbo em 1996, ele conta que resolveu parar de competir há algum tempo. “Meu hobby agora é a pescaria”, brinca Luiz. Mas a esposa, Luciene Yamasato, 48 anos, abre o jogo. “Ele gosta mesmo é de motocicleta”, revela a gerente de financeiro.

Com entrada a R$ 20, o Campeonato, realizado pela Fams (Federação de Automobilismo de Mato Grosso do Sul) segue até as 17h deste domingo. Mais de 40 pessoas competem nas categorias Dragster, Força Livre, Desafio 9.5, Desafio 10.5, Turbos A, B e C. De acordo com o organizador do evento, Marcos Borges ontem a chuva atrapalhou um pouco, mas hoje o tempo colaborou e quem ainda quiser aproveitar para ver as arrancadas durante a tarde podem comprar o ingresso no local.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions