A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

15/09/2014 20:45

Campo-grandense conquista mundial de Karatê Toeikan

Michel Faustino
Atleta iniciou no esporte aos 11 anos e hoje aos 18 anos comemora conquista. (Foto: Marcos Ribeiro/divulgação)Atleta iniciou no esporte aos 11 anos e hoje aos 18 anos comemora conquista. (Foto: Marcos Ribeiro/divulgação)

O campo-grandense, Cristopher Roriz Lacerda, 18 anos, foi campeão na categoria adulto, até 70 quilos, do 2º campeonato mundial de Karatê Toeikan realizado no domingo (14) na cidade de Guararema, São Paulo. O evento contou com a participação de vários atletas do País, além de lutadores do Japão, Chile, México, Rússia, Sri Lanka, Venezuela e Estados Unidos

Para chegar a final Chistopher venceu quatro lutas, sendo três por nocaute e uma por decisão por pontos. Na final, o campo-grandense também levou a melhor vencendo o atleta do México por pontos.

O técnico de Cristopher, fala com orgulho da conquista de seu “pupilo” que disputou o primeiro campeonato na categoria adulto e já conseguiu um feito histórico.

“Ele fez aniversário em agosto, e esse é o primeiro campeonato dele depois de adulto. E não teria presente melhor do que ganhar um mundial”, destacou Marcos Ribeiro.

Marcos conta que Cristopher começou no esporte aos 11 anos de idade em um projeto social desenvolvido na Escola Municipal Valdete Rosa da Silva. Aos 12 anos, o atleta passou a treinar também no projeto “Karatê-dô ao alcance de todos”, na associação Ribeiro de karatê.

Com 13 anos, já graduado na faixa azul, Cristopher conquistou o 3º lugar no campeonato brasileiro de karatê, na categoria peso pesado, com 42 lutadores inscritos na categoria.

Entre outros títulos, o atleta foi campeão municipal, estadual e centro-oeste na categoria juvenil e acabou não competindo no campeonato brasileiro por falta de apoio financeiro.

O treinador de Marcos diz que apesar de hoje estar comemorando a vitória do atleta, infelizmente o esporte ainda não é valorizado no Estado e os atletas sofrem com a falta de apoio financeiro. “Infelizmente não temos o apoio necessário, e os atletas acabam sem condições de participar das competições”, lamentou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions