A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/06/2010 11:15

Colônia paraguaia prepara festa para estreia na Copa

Redação

Os paraguaios em Campo Grande preparam uma festa para assistir a estreia da seleção nacional, hoje às 14h30. A maior colônia de imigrantes do Estado irá torcer contra a tetracampeã Itália, os atuais campeões, na sede da Colônia Paraguaia, na rua Ana Luiza de Souza, no bairro Pioneiros.

Por ser terça-feira, dia da semana e de trabalho, os organizadores esperam cerca de 100 torcedores. "Tem uma empresa que tem 45 paraguaios, mas eles não podem deixar o trabalho hoje para ver o jogo", explica Amado Pereira, presidente do conselho da Colônia.

A mobilização conta com telões, músicos e também muitos quitutes como chipa e sopa paraguaia. "Se ganharmos da Itália hoje, teremos condição de ser líderes do grupo. Daí no domingo faremos uma festa para 400 pessoas", explica Pereira.

A seleção paraguaia, os Albirrojos, pega a Eslováquia no domingo. Neste dia, eles aparecerão ao vivo durante a transmissão do jogo na TV Globo.

"Será uma festa com muita música. No Paraguai, os jogos são como um carnaval. São muy acalorados", conta. Pereira também disse que muitos estarão usando camisas "binacionais": uma metade a seleção brasileira, a outra a paraguaia.

A estimativa é de que existem 80 mil paraguaios em Campo Grande. Em todo o Estado, são 300 mil, entre descendentes e paraguaios. São onze municípios na fronteira, com um ditado que diz: "MS, o estado onde o Brasil foi Paraguai".

Os municipios de Ponta Porã, Porto Murtinho, Maracaju, Jardim, Bela Vista e Miranda foram anexados ao território brasileiro após a Guerra da Tríplice Aliança, em 1870. O povo destas cidades carrega muitas características do país.

O Estado possui mais com seu vizinho do que imagina. Além das tradições do tereré e da chipa, a influência musical é referência. A polca paraguaia é base para várias músicas tocadas por músicos sul-mato-grossenses. "Hoje a polca faz mais sucesso aqui do que no Paraguai, onde o pessoal ouve mais o sertanejo feito aqui", comenta.

Os gritos dados antes de uma polca são chamados de Sapucaí, palavra guarani que significa "grito".

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions