A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

08/06/2013 19:05

Com esporte inédito no Morenão, Gravediggers não consegue parar Flamengo

Nyelder Rodrigues
Equipe do Flamengo venceu em sua estreia no Torneio Touchdown contra o Gravediggers, que já chega ao segundo ano na ligaEquipe do Flamengo venceu em sua estreia no Torneio Touchdown contra o Gravediggers, que já chega ao segundo ano na liga
Público compareceu ao estádio Morenão para dar apoio às equipes que entraram em campo nesta tarde (Fotos: João Garrigó)Público compareceu ao estádio Morenão para dar apoio às equipes que entraram em campo nesta tarde (Fotos: João Garrigó)

Jogadores com capacetes e proteções, várias linhas atravessando a área de jogo, o marcando em jardas. Quem está acostumado com o futebol de campo no gramado do Morenão, hoje viu outro futebol: o americano.

O duelo que agitou os quase 700 torcedores – superior a muitos jogos do Estadual de futebol no mesmo estádio – que assistiram à estreia do Campo Grande Gravediggers contra o Flamengo no Torneio Touchdown 2013. O jogo terminou em 52 a 7 para os cariocas.

No início da partida, os gritos e clima de guerra típicos do esporte fizeram com que os atletas entrassem em campo dispostos a lutar o máximo possível para avançar sobre o campo adversário e também impedir a progressão dos rivais.

Nas arquibancadas, um grupo de torcedores flamenguistas, membros da torcida organizada Raça Fla, apoiaram o time durante o início do jogo, e viram os primeiros pontos do jogo. Só na primeira etapa, foram 38 para os rubro-negros, enquanto os Diggers não pontuaram.

Foram marcados seis touchdowns, pontuação máxima conseguida ao ultrapassar a meta final do campo. Cada touchdown dá direito a um chute de ponto extra, que foi convertido pelo Flamengo em duas oportunidades no primeiro tempo.

Já no segundo tempo, o time carioca aumentou o placar após os coveiros, apelido dos Gravediggers, que não conseguiram criar nenhuma jogada, nem atingir nenhuma meta nas três chances que tinham direito.

Obrigados a devolverem a posse de bola aos adversários, os coveiros acabaram errando o chute de devolução, que foi interceptado e terminou em novo touchdown para os cariocas. Ao ser convertido o ponto extra, eles somaram 52 pontos.

Já com a partida se encaminhando para o fim, e com a regra de “Mercy Rule” aplicada (em casos de placares elásticos, o relógio não é pausado a cada parada de jogo, fazendo com que duelo termine mais rápido), os Diggers conseguiram o touchdown de honra.

Ao contrário da maioria das jogadas da partida, que foram feitas em passes curtos e corridas com a bola, os coveiros arriscaram uma jogada aérea (lançamento longo) e conseguiram os seis pontos, acrescidos da conversão de ponto extra, pulando para sete.

O quarterback (armador) Gilmar lançou e por pouco não foi interceptado por um adversário, que chegou a pegar na bola, mas a soltou para o wide-receiver (recebedor lateral) Rafael Ramos a agarrar e que correr com ela até a linha final. O ponto extra foi marcado pelo kicker Guilherme Galassi.

Renda, público e próximo duelo – Conforme o presidente do Gravediggers, Marcelo Batista, o total arrecadado ainda não foi somado, mas ele acredita que o valor gire em torno dos R$ 5 mil. O público foi de 623 pagantes e 70 não pagantes.

O próximo jogo dos coveiros acontece no dia 29 deste mês, em Leme (SP), contra o time do Corinthians Steamrollers, que no ano passado visitou Campo Grande e venceu o por 118 a 0. Na temporada 2013, o Diggers joga pela conferência George Halas, ao lado do Corinthians, Botafogo Challengers (Ribeirão Preto-SP), Flamengo e Uberlândia Lobos (MG).



Saudações Nação!!! Sofri em dose dupla, fui ao estádio Morenão assistir a partida de futebol americano e lógico torcer pelo Mais Amado do Mundo e ao mesmo tempo ouvia pelo celular a partida de futebol do Mengão contra o Criciúma que foi transmitida em TV aberta, e graças a DEUS e JESUS tivemos felicidade em dose dupla, fim de semana abençoado. Uma vez Flamengo, sempre Flamengo...
 
Flavio Rodrigues em 10/06/2013 14:34:31
É.. AI O CAMPO-GRANDENSE fica endeusado por ISSO AÍ.. e depois começa a difamar, a falar mal (na acepção da palavra) do futebol sul-mato-grossense que a exemplo das vezes passadas faço questão de defender... e por falar em futebol, PESSOAL, PESSOAL, FALE A VERDADE.. QUE TÁ ASSISTINDO OS JOGOS DO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE "A", ISSO MESMO DA SÉRIE "A", SEM MENTIRAS.. TÁ GOSTANDO? QUEM VIU FLUMINENSE X CORITIBA, QUINTA-FEIRA À NOITE?........ AQUILO É FUTEBOL? AI DEPOIS APARECEM UNS BOCAS DE BURRO QUE QUEREM CRITICAR, FALAR MAL DO FUTEBOL DO ESTADO.. BASTA VER OS JOGOS DA SÉRIE A DO BRASILEIRÃO.. É O QUE EU FALO.. O PESSOAL LA FORA ELOGIA E AQUI.. SÓ CRÍTICA.... QUE PENA
!
 
Gilson Giordano em 09/06/2013 12:09:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions