A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

15/06/2015 17:58

Comercial e Rio Branco-ES iguais nas dificuldades para a Série D

Paulo Nonato de Souza

Primeiro adversário do Comercial de Campo Grande na Série D do Campeonato Brasileiro de 2015, dia 19 de julho, o Rio Branco, do Espírito Santo, tem muita coisa em comum com a realidade do time campo-grandense. São muitas as coincidências, que vão muito além do fato de as duas equipes terem iniciado a preparação para a competição nesta segunda-feira.

A semelhança principal está mesmo na falta de estrutura financeira para encarar a Série D e disputar uma vaga na Série C de 2016. Tanto quanto o Comercial, o Rio Branco depende de apoio do poder público e até a semana passada nem ao menos tinha local definido para treinar e teve de adiar por duas vezes o início da fase de preparação.

No Comercial, campeão estadual de 2015, o início dos treinos também foram adiados por duas vezes porque os alojamentos do Tênis Clube, viabilizado pela diretoria para servir de Centro de Treinamento, não estava pronto para receber os jogadores. Além disso, com os torcedores cada vez mais alheios ao futebol local, os dirigentes do clube tentam apoio do Governo do Estado. “Já houve uma sinalização e só estamos esperando para saber quanto virá de ajuda. Sem essa ajuda não teremos condições de sobreviver na Série D”, disse o vice-presidente comercialino Marcelo Rodrigues.

No Rio Branco, a história é a mesma. "Tínhamos uma esperança após o Campeonato Estadual, com a volta do torcedor, que aconteceria uma certa empolgação para fortalecer o futebol capixaba, com maior envolvimento do empresariado, mas não está sendo assim. O Espírito Santo não consegue abraçar seu único representante. O recomeço do futebol capixaba poderia ser olhado com carinho pelo setor público e privado", lamenta o supervisor de futebol, Gilberto Santos.

Para piorar a situação do Rio Branco, uma das verbas que esperava contar para a competição nacional, até o momento não saiu. O dinheiro seria relativo a emendas parlamentares aprovadas na Assembleia Legislativa, no ano passado, que contempla o campeão capixaba 2015 e sua participação na Série D, com 25% de um montante de 464 mil Reais. "Estamos aguardando via Federação de Futebol, mas não temos uma certeza se vai ser repassado ou não. Sem esse recurso não tem como se planejar, temos que nos segurar, inclusive na contratação de jogadores", disse o dirigente do clube capixaba.

Com tantas coincidências, as duas equipes vão se enfrentar no dia 19 de julho, em Vitória. Tecnicamente, a situação do Rio Branco é ainda mais difícil porque terá menos tempo para treinar até a estreia. Seu primeiro jogo na Série D será no dia 12 de julho, contra a Caldense, vice-campeã mineira de 2015, fora de casa.

 

Comercial, enfim, inicia a preparação para a disputa da Série D
A chuva e o frio, nesta segunda-feira, vieram saudar o Comercial de Campo Grande no início da preparação da equipe para a disputa da Série D do Campe...
Adversário do Comercial, Aparecidense apresenta pacotão de reforços
Adversário do Comercial de Campo Grande na primeira fase da Série D do Campeonato Brasileiro de 2015, o Aparecidense, de Aparecida de Goiânia (GO), a...
Evento solidário de beach tennis reúne 46 duplas no fim de semana
O beach tennis é um esporte que esta atraindo cada vez mais adeptos e neste fim de semana, os atletas têm um motivo a mais para jogar: a solidariedad...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions