A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 13 de Novembro de 2018

29/03/2018 16:05

Corumbaense e Operário começam a decidir título do Estadual no domingo

Estádio com capacidade de 5 mil pessoas deve ter casa cheia para o primeiro confronto, marcado para domingo

Gabriel Neris
Estádio Arthur Marinho deve receber 5 mil torcedores no domingo para primeiro jogo da final (Foto: Corumbaense/Divulgação)Estádio Arthur Marinho deve receber 5 mil torcedores no domingo para primeiro jogo da final (Foto: Corumbaense/Divulgação)

O título do Campeonato Estadual começa a ser decidido a partir do próximo domingo (1º), quando Corumbaense e Operário se enfrentarão, a partir das 15h, no estádio Arthur Marinho, em Corumbá – a 419 km de Campo Grande.

Para garantir casa cheia, a diretoria do time da casa colocará uma carga de 5 mil ingressos. De Campo Grande, uma caravana com cerca de 200 a 300 pessoas deve acompanhar o Operário no primeiro jogo da decisão. Duas torcidas organizadas do clube estão mobilizando vans e ônibus para a viagem.

Rodrigo Lima, de 34 anos, conhecido na Esquadrão Operariano pelo apelido de Mancha, está confiante para a decisão. “Acompanho o Operário mesmo com tabu de 21 anos sem chegar à final. Estamos acreditando que será o campeão”, lembra da escrita quebrada pelo clube neste ano. A última decisão que o time da Capital disputou foi em 1997, quando foi campeão sobre o rival Comercial.

Nelson Souza, o Japonês da Torcida Garra Operariana, de 37 anos, conta que o bisavô foi presidente de torcida quando o Operário ainda era um time amador. A paixão pelo clube se tornou tradição de família, o que motivou a acompanhar o time há pelo 15 anos. “Esse ano é nosso, pela torcida, pelo histórico”, diz.

Torcedores acompanharam o Operário na semifinal contra o Sete de Setembro (Foto: Divulgação)Torcedores acompanharam o Operário na semifinal contra o Sete de Setembro (Foto: Divulgação)

O Operário é o maior campeão de títulos estadual. São dez conquistas ao todo, enquanto o Corumbaense busca o tricampeonato, o segundo de forma consecutiva. O time da Capital joga com a vantagem de dois resultados iguais por ter feito melhor campanha somadas todas as fases da competição.

A segunda partida da final está marcada para o dia 8 de abril no estádio Morenão, em Campo Grande. A capacidade máxima do estádio não poderá ser atingida, diante da restrição recomendada pelo MPE (Ministério Público Estadual). A capacidade permitida é para receber até 10 mil pessoas, referente a arquibancada coberta e setor onde estão localizadas as cadeiras.

A Comissão de Arbitragem da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul) sorteou na tarde desta quinta-feira os árbitros para as duas finais. Paulo Volkopff apitará o primeiro jogo, em Corumbá. Conforme o sorteio, Paulo Salmázio será o árbitro do segundo confronto.

Regulamento – As vagas na decisão garantem Corumbaense e Operário no Campeonato Brasileiro da Série D do ano que vem. O regulamento elaborado pela FFMS previa uma vaga na competição para o terceiro colocado e uma na Copa do Brasil para o time que ocupasse o quarto lugar. Uma seletiva seria realizada entre os derrotados na semifinal (Novo e Sete de Setembro).

Entretanto, os regulamentos do Brasileiro da Série D e da Copa do Brasil exigem que a entidade que representa o futebol local indique os dois primeiros colocados no Estadual. Além do título, também estará em jogo a vaga na Copa Verde do ano que vem.

O Corumbaense disputará a quarta divisão nacional neste ano e caso seja eliminado já estará garantido para o ano que vem. O segundo representante do Estado na competição nacional deste ano é o Novo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions