A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

15/07/2015 10:12

Depois do ouro em Toronto, Léo de Deus diz que foco agora é no Mundial

Paulo Nonato de Souza
O nadador campo-grandense Léo de Deus, bicampeão pan-americano nos 200m borboleta (Foto: Divulgação)O nadador campo-grandense Léo de Deus, bicampeão pan-americano nos 200m borboleta (Foto: Divulgação)

O nadador campo-grandense Leonardo de Deus, 24 anos, bicampeão pan-americano dos 200m borboleta com a marca de 1m55s01, ontem à noite nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, disse que o seu foco agora passa a ser a disputa do Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, que será realizado na cidade de Kazan, na Rússia, já a partir de sexta-feira até o dia 2 de agosto.

“Foi muito bom ter conquistado o meu bi, e com recorde pan-americano, mas agora quero descansar bem para chegar em boas condições na prova lá em Kazan. O nível lá vai ser muito alto, as dificuldades serão ainda maiores e tenho que estar bem preparado”, declarou Leonardo Gomes de Deus, nadador do Corinthians.

Desta vez, a medalha de ouro não teve as mesmas emoções da primeira conquista nos Jogos de Guadalajara, no México, em 2011. É que naquela oportunidade ele quase teve a medalha cassada por ter usado uma touca com propaganda, o que não é permitido pela organização dos Jogos, e desta vez ele próprio tomou todos os cuidados para não ter que passar pela mesma situação.

Ontem, o nadador do Corinthians foi para o balizamento uniformizado dentro dos padrões da organização, mas mesmo assim teve que encarar zoações dos colegas foi lembrado como exemplo a não ser seguido.

“Todo mundo fica me zoando. Até o árbitro falou antes da prova feminina: “Não façam que nem o Léo de Deus. Nadem com a touca certa”. Aí eu falei: “Assim você quer me quebrar, né?" Me sacaneando no meio do balizamento...”, lembrou o nadador.

Em Guadalajara, Leonardo foi salvo pela decisão dos Jogos, que considerou o fiscal de prova culpado por ter liberado a participação do nadador mesmo usando touca fora dos padrões. “Eu só tinha 20 anos, era moleque. Minha primeira vez nos Jogos Pan-Americanos e não tinha experiência. Agora foi diferente. Já cheguei no Canadá com um Pan e uma Olimpíada (2012 em Londres) no currículo”, comentou.

Atleta durante participação nos jogos de Toronto (Foto: Reprodução/Facebook)Atleta durante participação nos jogos de Toronto (Foto: Reprodução/Facebook)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions