A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/03/2014 21:56

Dilma lamenta novas cenas de racismo no futebol

Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff condenou o preconceito racial sofrido pelo árbitro Márcio Chagas da Silva e pelo jogador Arouca na última quarta-feira (5). Segundo ela, o futebol foi “manchado pelas cenas de racismo” contra os dois brasileiros.

Márcio Chagas foi alvo de ofensas durante partida do campeonato gaúcho em Bento Gonçalves (RS). Após o jogo entre Esportivo e Veranópolis, o carro do juiz foi encontrado com marcas de depredação e com duas bananas, uma referência ao termo macaco, pelo qual parte dos torcedores o chamou.

Arouca concedia entrevista após fazer um gol pelo Santos contra o Mogi Mirim, partida do campeonato paulista, quando também foi chamado de macaco. Depois do episódio, o atleta gravou um vídeo e publicou uma nota condenando os xingamentos racistas.

“Tenho a pele negra, cabelo afro e visto o mesmo manto branco que vestia o rei [Pelé]. Carrego orgulho no peito e sou muito grato a Deus por tudo isso”, afirmou no vídeo, se referindo à sua careira e aos títulos conquistados.

Segundo a presidenta, a Copa do Mundo deste ano será um evento pela paz e contra o racismo. “Estou convidando líderes religiosos do mundo a enviarem manifestações contra o racismo e pela paz”, escreveu em sua conta pessoal no Twitter, após informar que combinou com a Organização das Nações Unidas e com a Federação Internacional de Futebol (Fifa) para que campeonato mundial sirva para combater o preconceito.

“Márcio e Arouca têm toda a minha solidariedade, assim como de todos os brasileiros. É inadmissível que o Brasil, a maior nação negra fora da África, conviva com cenas de racismo”, declarou Dilma, que já tinha se manifestado contra o racismo sofrido pelo jogador Tinga.

Dilma destaca que mulheres são maiores beneficiárias de programas sociais
A presidenta Dilma Rousseff fez hoje (8) pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão para lembrar o Dia Internacional da Mulher. Ela apresen...
O governo da presidente Dilma não existe mais. Exercício sobre “tem que”
O governo federal, com relação ao povo, age com o mandonismo do “tem que.”. Para o governo federal, o povo sempre “tem que”, e isso o inibe, o impede...
Dilma reúne-se com primeiro-ministro da Bélgica
A presidenta Dilma Rousseff deserbarcou hoje (23) em Bruxelas para o 7º Encontro Empresarial Brasil-União Europeia, que ocorre amanhã (24). Na capita...
Onda de protestos faz taxa de aprovação ao governo Dilma cair de 43% para 39%
Segundo pesquisa realizada pelo Ibope solicitada pelo jornal Estadão, a taxa de aprovação ao governo Dilma Roussef caiu de 43% para 39% desde o iníci...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions