A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/08/2012 11:18

Em Campo Grande, torcedores apostam na virada brasileira contra o México

Fabiano Arruda e Viviane Oliveira
Torcedores se reúnem em bar de Campo Grande para assistir final do futebol masculino. (Foto: Viviane Oliveira)Torcedores se reúnem em bar de Campo Grande para assistir final do futebol masculino. (Foto: Viviane Oliveira)

De olhos grudados na televisão nesta manhã para assistir a final do futebol masculino entre Brasil e México nos Jogos Olímpicos de Londres, torcedores de Campo Grande apostam na conquista do ouro inédito para o País mesmo com a desvantagem no placar.

A partida está no segundo tempo e o México vence por 1 a 0, com gol marcado com menos de um minuto de jogo.

Em bares e restaurantes o movimento é tímido. Na conveniência Cerv Já, Sérgio Castro Balbueno, 24 anos, que trabalha com serviços de manutenção em órgãos públicos, conta que foi dispensado do trabalho às 9h30 para assistir a decisão.

Lá ele se reuniu com cinco amigos para assistir a final. Diz que ninguém esperava que o Brasil começasse a partida em desvantagem, mas já chuta o placar da vitória. “Vai ser 3 a 1”.

Gustavo Paião de Oliveira, 24 anos, também mostra confiança na medalha dourada. “Começou mal, mas acredito no futebol do Brasil”, diz.

Outro grupo de torcedores se concentra no bar Mercearia para acompanhar o confronto. O estabelecimento foi aberto duas horas antes do horário normal para receber os clientes interessados em torcer.

Um dos mais nervosos no local, o vendedor Guilherme Souza, de 29 anos, espera que a seleção vença com vantagem de pelo menos dois gols. “Vamos conseguir porque temos futebol para isto”.

Entre um atendimento e outro, sobra espaço para o garçom Luiz Aparecido Passarini, 33 anos, dar uma olhadinha na televisão. “O inicio da partida do Brasil foi ruim, mas depois melhorou. Acredito na virada”, cravou.

Jogo - Com gol do atacante Peralta, o México abriu o placar contra o Brasil com menos de um minuto de partida, após falha do lateral-direito Rafael.

Surpreendida desde o início, a seleção passou a ser mais incisiva depois da metade do primeiro tempo. Ainda na primeira etapa, o técnico Mano Menezes trocou Alex Sandro pelo atacante Hulk para pressionar os mexicanos.

A alteração surtiu efeito. No segundo tempo a pressão é brasileira. O confronto passa dos 15 minutos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions