A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

27/08/2017 18:08

Embalado, Flamengo bate Atlético-PR no Rio e se consolida no G-6

Estadão Conteúdo

Animado por ir à decisão da Copa do Brasil contra o Cruzeiro após eliminar o Botafogo, o Flamengo jogou bem, se movimentou bastante e venceu o Atlético-PR por 2 a 0, nesta tarde de domingo, no estádio Luso Brasileiro, na Ilha do Governador, no Rio. A vitória no confronto válido pela 22.ª rodada deixou o time carioca com 35 pontos, se consolidando no G6 da tabela, em quinto lugar, dentro da zona de classificação à Copa Libertadores.

O Flamengo tinha vencido na rodada anterior, também em casa, o Atlético-GO, por 2 a 0. O Atlético-PR estava invicto há cinco jogos e vinha de um empate sem gols com o Grêmio, em Porto Alegre, onde atuou após conquistar quatro vitórias seguidas. Agora, porém, foi para pelo adversário carioca e permaneceu com 30 pontos, ainda perto do G6.

Mesmo atuando em casa, o técnico Reinaldo Rueda queria primeiro acertar o sistema de marcação do Flamengo. De outro lado, o treinador Fabiano Soares prometia o time paranaense brigando por vitória. Mas foi justamente seu esquema de marcação que não funcionou. A boa movimentação dos flamenguistas no ataque dava garantia do controle total do jogo ao time da casa.

Só faltavam os gols. Aos 16 minutos saiu o primeiro. Everton cobrou escanteio em curva e Guerrero cabeceou. O goleiro Weverton rebateu para frente e Diego só completou na pequena área com um toque leve. Quinto gol dele e festa para Guerrero, que antes do jogo ganhou uma camisa com o número 100 nas costas, em referência à marca de jogos disputados com o time, com o qual já marcou 41 gols.

O Flamengo mantinha o ritmo, atacando mais pelo lado direito com Berrío. O segundo gol saiu aos 30 minutos. Berrío dividiu no corpo com Fabrício pelo lado direito, ergueu a cabeça e levantou na área. A defesa aliviou, mas a sobra caiu no pé de Willian Arão. Em cima da linha da grande área, ele bateu cruzado. Sem força, mas no canto rasteiro e fora do alcance do goleiro.

Na tentativa de reagir, o time paranaense voltou com dois novos atacantes: Pablo e Douglas Coutinho entraram, respectivamente, nos lugares de Ribamar e Sidcley. O Flamengo recuou e até sofreu uma pequena pressão. Mas assustou na frente numa chegada de Willian Arão e num chute forte de Guerrero que passou perto da trave.

Apesar do maior domínio de bola atleticano, o goleiro Diego Alves não fez nenhuma defesa. O Flamengo ainda ameaçou num chute com efeito de Guerreiro, aos 32 minutos, e numa cabeçada de Rômulo, aos 33, em que Weverton saltou e espalmou, na defesa mais bonita do jogo. O goleiro ainda evitou outro gol aos 45 minutos, numa cabeçada de Juan, e depois num chute à queima roupa de Guerrero.

O Brasileiro fica parado por duas semanas, mas o Flamengo vai atuar por duas competições neste período. Na próxima quarta-feira vai enfrentar o Paraná pelas quartas de final da Primeira Liga, em Cariacica (ES), palco de jogo único que define um classificado às semifinais. No dia 7 de setembro, por sua vez, vai iniciar a final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, no Maracanã.

Pelo Brasileiro, o Flamengo só joga no dia 10 de setembro contra o Botafogo, no Engenhão, pela 23.ª rodada. No mesmo dia, o Atlético faz em casa o clássico com o Coritiba.

Ministro do STF suspende parte do Estatuto do Torcedor
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decidiu hoje (18) suspender trecho do Estatuto do Torcedor que impedia a participaçã...
Sidrolândia recebe próxima rodada da Copa Assomasul no sábado
Sidrolândia, distante 60 km de Campo Grande, será a sede da segunda rodada da terceira fase da Copa Assomasul de futebol amador de 2017, sábado que v...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions