A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018

06/10/2017 15:37

Já com o prefeito, sistema municipal de esporte e lazer pode virar lei em 2017

Paulo Nonato de Souza e Mayara Bueno
Rodrigo Terra, à direita, com o prefeito Marquinhos Trad, em pé, e do presidente da Câmara, João Rocha, durante a entrega do anteprojeto nesta sexta-feira (Foto: Marcos Ermínio)Rodrigo Terra, à direita, com o prefeito Marquinhos Trad, em pé, e do presidente da Câmara, João Rocha, durante a entrega do anteprojeto nesta sexta-feira (Foto: Marcos Ermínio)

O esboço do projeto de criação do Sistema Municipal de Esporte e Lazer para estabelecer conceitos e definir as regras da atividade desportiva e de lazer em Campo Grande já está nas mãos do prefeito Marquinhos Trad (PSD) para ser transformado em projeto de lei ainda em 2017.

“Minha expectativa é essa”, disse o diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esporte e Lazer), Rodrigo Terra, depois de participar do ato de entrega do anteprojeto no gabinete do prefeito Marquinhos Trad, nesta sexta-feira, 06.

Segundo ele, feita a entrega do anteprojeto ao prefeito, a proposta segue agora pelos trâmites legais no âmbito da prefeitura para ser transformada em projeto de lei e depois encaminhada para apreciação e votação na Câmara Municipal.

“O anteprojeto já está no formato de lei. Consultamos todas as áreas pertinentes, inclusive jurídicas, e acredito que as alterações que possam acontecer dentro do âmbito da prefeitura sejam pontuais. Por isso estou confiante na perspectiva de tramitação rápida até a aprovação na Câmara antes do final do ano”, comentou Rodrigo Terra.

Também presente no gabinete do projeto durante a entrega do anteprojeto, o presidente da Câmara Municipal, vereador João Rocha (PSDB), seguiu a mesma linha de otimismo manifestada pelo gestor da Funesp. “Logo que o projeto chegar na Câmara vamos debruçar em cima dele para que seja logo apreciado, votado e aprovado”, comentou  

Rodrigo Terra explicou que o anteprojeto é resultado do trabalho de 120 dias de uma comissão formada por 31 pessoas designadas pelo prefeito Marquinhos Trad com a incumbência de criar uma proposta de direcionamento de ações e de recursos públicos na área de esporte e lazer.

Na sua avaliação, a criação de um Sistema de Esporte e Lazer é uma necessidade atual não apenas em Campo Grande, mas em nível de Brasil, porque não se tem definição dos entes públicos envolvidos no setor, diferente da política esportiva privada.

No futebol, ressaltou o diretor-presidente da Funesp, você sabe claramente qual o papel do clube, da federação, da confederação e da Fifa, mas não é o que acontece no setor público. “A falta de um Sistema Municipal de Esporte e Lazer, como definidor de regras de funcionamento com competências e finalidades, a exemplo do que já acontece na área privada, é um problema sério na área pública que precisa ser resolvido”, frisou Rodrigo Terra.

Aberta consulta pública para sugestões em projeto de lei sobre esporte e lazer
Está aberta a consulta pública para que a população faça sugestões ao anteprojeto de lei que cria o Sistema Municipal de Esporte e Lazer. A proposta ...
UEMS libera resultado de edital sobre bolsas para cultura, esporte e lazer
A UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) divulgou nesta quarta-feira, 6, o edital com o resultado de propostas de 14 pessoas inscritas no...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions