ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 27º

Esportes

Miranda defende manutenção de interino com compromisso de nova eleição na FFMS

Miranda propôs um compromisso de nova eleição em 90 dias para estabilizar a situação delicada da federação

Por Jhefferson Gamarra e Gabriel de Matos | 07/06/2024 16:55
Secretário Estadual de Turismo, Esporte e Cultura, Marcelo Miranda durante discurso (Foto: Alex Machado)
Secretário Estadual de Turismo, Esporte e Cultura, Marcelo Miranda durante discurso (Foto: Alex Machado)

Durante a assembleia extraordinária dos clubes realizada nesta sexta-feira (7), o secretário Estadual de Turismo, Esporte e Cultura, Marcelo Miranda, defendeu a permanência do presidente interino nomeado pela CBF, Estevão Petrallas, no comando da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul). Miranda propôs um compromisso de nova eleição no período de 90 dias, em uma tentativa de estabilizar a situação conturbada da entidade.

"Eu entendo que a gente está num momento muito delicado. Essa situação que o Estevão se encontra, eu, vou ser sincero, e com a maioria de vocês, eu acho que a forma como foi conduzida essa nomeação com o presidente interino, realmente desagradou a todos, inclusive a mim, mas isso poderia ter acontecido com qualquer um de vocês. Acho que tem que se colocar no lugar do Estevam e a gente achar um meio-termo para que a gente possa fazer essa condução”, comentou Miranda.

O secretário sugeriu um compromisso entre os clubes e Petrallás para que ele conduza uma reforma estatutária e organize uma nova eleição legítima, com um colégio eleitoral transparente, dentro do prazo de 90 dias. Miranda argumentou que esse pacto poderia evitar transtornos jurídicos e promover uma mudança estrutural necessária para fortalecer o futebol no estado.

"Acho que a gente podia dar esse voto de confiança para evitar esses transtornos jurídicos, que só vai prejudicar o futebol, e a gente realmente preparar um estatuto decente, democrático, que realmente valoriza quem faz futebol. A gente faz esse pacto com ele, e no máximo, na verdade, vocês realmente precisam ter tempo, com calma, com discernimento, sem confrontar essa decisão da CBF, e respeitando também a história que vocês terão dentro do futebol."

A assembleia, convocada em um contexto de total turbulência desde a prisão de Francisco Cezário, contou com a participação de 24 clubes profissionais, cinco amadores e diversos representantes de ligas. O encontro expressou um forte descontentamento com a nomeação de Petrallas, levantando questionamentos sobre os critérios adotados pela CBF.

Convocada pelo Esporte Clube Comercial e presidida pelo advogado Reinaldo Leão, a reunião evidenciou a urgência dos presentes em resolver a crise na FFMS. Caso a maioria decida pela destituição do interventor, a decisão será encaminhada ao Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso do Sul para posterior envio à CBF.

Nos siga no Google Notícias

Veja Também