A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

24/01/2008 11:00

Morenão é parcialmente liberado

Redação

Os jogos do campeonato estadual estão liberados no Morenão, mas só será permitido público de até 10 mil pessoas, o que significa menos de 30% da capacidade instalada no estádio. O anúncio foi feito esta manhã pelo reitor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), Manoel Catarino Paes Peró, Com a capacidade reduzida, os jogos da Copa do Brasil, que têm maior público, não poderão ocorrer no Morenão.

Peró participou de reunião com o presidente da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), Francisco Cesário, o presidente do Operário, Toni Vieira, o presidente do Cene, José Rodrigues e o presidente do Comercial, Carlos Alberto Assis. Ele apresentou um laudo parcial de vistoria feita pela equipe técnica composta por três professores de Engenharia Civil e um perito que representa o CREA (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura). Os trabalhos tiveram início dia 27 de novembro.

As primeiras constatações despertam preocupação: há rachaduras e fissuras na marquise, na cabine de imprensa, além destes problemas há infiltração. Na arquibancada geral, apesar de ser térrea, o piso tem afundamento, o que favorece a infiltração de água. Ainda há ensaios em andamento e deve ser feito um raio-X que vai apontar a real condição da estrutura da marquise. A previsão é que o laudo definitivo saia dia 10 de fevereiro.

Peró lembrou do caso no estádio Fonte Nova, da Bahia, onde parte da arquibancada desabou e sete pessoas caíram e morreram. Vários dirigentes foram indiciados por homicídio doloso porque sabiam dos riscos e os engenheiros por homicídio culposo. "Não posso ser irresponsável de liberar o Morenão", disse.

Ajuda

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions