A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

21/02/2018 19:16

Operário confirma rescisão de contrato com atacante envolvido em pancadaria

Jogador se despediu do clube e não veste mais a camisa do Galo. Julgamento deve ocorrer semana que vem

Gabriel Neris
Jogador foi flagrado espancado gandula após o Operário sofrer gol no clássico (Foto: Reprodução/TV Morena)Jogador foi flagrado espancado gandula após o Operário sofrer gol no clássico (Foto: Reprodução/TV Morena)

A diretoria do Operário confirmou a rescisão de contrato com o atacante Jeferson Reis, protagonista da briga entre jogadores e gandulas no Comerário de domingo em Campo Grande. O jogador havia sido afastado no dia seguinte pelo clube, que acionou o departamento jurídico.

O jogador já havia se desligado do clube na segunda-feira e se deslocado para o interior de São Paulo, onde moram os seus familiares.

O presidente do clube, Estevão Petrallas, disse que um dos motivos da rescisão foi a possível pena que o jogador deve pegar no TJD (Tribunal de Justiça Desportiva). “A rescisão foi em comum acordo, até porque a pena deve ser alta”.

Além de Jeferson, também foram citados na súmula do árbitro Paulo Henrique Salmázio o atacante Rodrigo Grahl e o massagista do clube Raul Prazeres dos Santos Neto. Petrallas diz que Raul permanece no clube, mas não envolverá nas atividades dentro de campo. Mas sobre Grahl o dirigente descorda do relato do árbitro. Na súmula, Salmázio diz que Grahl agrediu outro gandula.

“Não sei porque estão incluindo o Rodrigo neste tumulto”, reclamou. Grahl também deve ser julgado pelo TJD.

O presidente informou ainda que diante da baixa no setor ofensivo pelo menos um atacante deve ser contratado nos próximos dias.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions