A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

14/06/2010 16:08

Paraguaios fazem festa e comemoram empate com Itália

Redação

Ao som de polca e com muita sopa paraguaia no cardápio, paraguaios e descendentes que vivem em Campo Grande comemoraram nesta tarde o empate conquistado contra a Itália, a atual campeã do Mundo e dona de quatro títulos, na estréia na Copa da África do Sul.

Um grupo de cerca de 80 pessoas se reuniu para assistir a partida na sede da Associação da Colônia Paraguaia, no bairro Pioneiros. A festa ficou mais animada quando o time paraguaio abriu o placar, aos 38 minutos do primeiro tempo, com um gol de cabeça do zagueiro Alcaraz.

Bandeiras azul, branco e vermelho tremularam, ouviram-se gritos e manifestações de alegria. A partida foi para o intervalo dessa forma e, no segundo tempo, aos 17 minutos, a pressão dos campeões mundiais surtiu efeito e eles empataram a partida, com gol de De Rossi.

Apesar da vitória que escapou, o sentimento geral de alegria pelo resultado permaneceu. "A Itália é um time forte, mas não esperava encontrar uma pedreira paraguaia, tanto que só conseguiram empatar no segundo tempo", analisou o professor Jonas Ferreira, 45 anos, que passou o jogo todo com a bandeira de seu país em punho.

A dona-de-casa Deolinda Conceição Bordon comentou a força de vontade dos jogadores. "Foi apertado, mas paraguaios não deixaram de acreditar".

Ela disse que assistir a partida em grupo é melhor porque "além de torcer, podem rezar".

A reunião da torcida paraguaia também teve um convidado ilustre, o ex-governador Zeca do PT. Candidato ao governo este ano, assistiu toda a partida no local. "Sempre estive com a colônia e não deixaria de vir hoje", afirmou. A mãe de Zeca, Dona Assumpção, era paraguaia.

Otimismo Para os próximos jogos, contra Eslováquia e Nova Zelândia, seleções com pouca tradição no futebol, a expectativa é positiva. "Com certeza virão vitórias", afirmou o presidente do Conselho da Colônia Paraguaia, Amado Leite Pereira, 57 anos.

Ele comentou que, sem o atacante Cabanas, ferido por um tiro no começo do ano, no México, as grandes apostas do Paraguai agora são os atacantes Cardozo e Roque Santa Cruz. Eles jogam em times europeus e na partida de hoje entraram no segundo tempo.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions