A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/03/2013 08:29

Sem campo e vivendo de favores, Comercial completa sete décadas

Gabriel Neris
Jogadores treinam em campo cedido. Prática se tornou comum este ano (Foto: Divulgação/EC Comercial)Jogadores treinam em campo cedido. Prática se tornou comum este ano (Foto: Divulgação/EC Comercial)

Clube com o maior número de títulos entre os participantes do Campeonato Estadual, oito ao todo, o Esporte Clube Comercial comemora 70 anos nesta sexta-feira (15). A alegria por mais um aniversário é coberta pela atual situação do time.

A programação de aniversário passará em branco pelo clube e será comemorada discretamente hoje pelos torcedores da organizada Falange Vermelha no bairro Oliveira II.

Sem campo atualmente para treinar, o time depende da boa vontade de associação de moradores. A falta de estrutura reflete no desempenho da equipe. Depois de ser lanterna do Estadual, o time está na quinta posição do grupo A e luta por uma vaga na segunda fase do torneio.

O diretor de futebol, Amarildo Carvalho, acompanha de perto a realidade do time. Como jogador, ele atuou somente no rival Operário, mas se identificou com o clube vermelho e branco como treinador. “O torcedor tem que comemorar, não importa se está bem ou se está mal, apesar dos últimos anos, está capengando em termos de estrutura”, cita.

Amarildo lembra da Vila Olímpica, perdida por decisão judicial para pagar dívidas trabalhistas. Com o atual diretor na função de técnico, o Comercial conquistou os títulos de 2001 e 2010 do Estadual, últimos troféus levantados pelo clube. “O Comercial sobrevive do nome, como o Operário. A esperança é que os dois vão se reerguer, que vão aparecer investidores”, comenta.

“Aqui sobrevive paixão, senão ninguém estaria aqui. Somos heróis do esporte sul-mato-grossense”, valoriza.

Para o ex-presidente Carlos Alberto de Assis, mandatário até o final do ano passado, o Colorado resiste bravamente. “O Comercial só vai desaparecer o dia que Deus envelhecer”, cita a frase dita pelo ex-deputado Nelson Trad.

“Tem que parabenizar os comercialinos, principalmente os que vão ao campo. Só em manter a história viva é motivo de orgulho. Vou acreditar sempre”, desabafa.

A nova gestão assumiu a direção do clube apostando em oito anos de trabalho. O ex-presidente acredita que o tempo será suficiente, mas se contenta com pouco. “Só o fato de não cair já é motivo de alegria. É um novo projeto, o que foi prometido eu confio que o time brigará por títulos e voltará ao cenário nacional”, complementa.

O torcedor Valter Fernandes Reis, de 46 anos, coloca a culpa da queda do Colorado no calendário brasileiro. Mais precisamente em 1986. “Foi por causa do Clube dos 13. Sem representante no Brasileiro o investimento é difícil. Se tivesse segunda divisão naquela época o clube estaria grande”, reclama.



PARABÉNS MEU COMERCIAL VOCE É E SEMPRE FOI GRANDE. LOGO O TORCEDOR CAMPOGRANDENSE VOLTARÁ APOIAR OS TIMES LOCAIS E O TORCEDOR COMERCIALINO VOLTARÁ AOS ESTÁDIOS!! A COMEÇAR NESTE DOMINGO CONTRA O MISTO TODOS LÁ APOIANDO O COLORADO!!
FORÇA COLORADO!!!
 
LUIZ FREITAS em 16/03/2013 00:08:17
PARABÉNS COMERCIALINOS, não só de vitória vivem os clubes de futebol. Sou Operariano e me lembro de um jogador do Comercial que deveria ter sido do galo ou de qualquer boa equipe do Brasil, o jogador BUGRE, um craque, fazedor de gols e que, toda vez encontrava Bugre nas missas na Igreja Perpétuo Socorro. No AMADOR o ECC foi vice-campeão em 1944; campeão (1948); vice (1949); vice (1950); campeão (1951); vice (1954/55); bi campeão (1956/57); campeão (1959); bi (1964/65); campeão (1967); vice (1969) e por fim, campeão em 1971. Infelizmente a decadência não é dos clubes, mas do futebol brasileiro (fora dos grandes centros). Se possível gostaria de obter o contato do senhor Valdir Pereira, para entrevistá-lo para um livro que pretendo lançar ainda esse ano.
 
Eugênio da Silva Pavão em 15/03/2013 12:25:21
Mesmo longe de Campo Grande, nunca deixei de torcer e amar o COLORADO. Acredito que, se houver um pouco mais de paciência, iremos nos reerguer. Afinal, a torcida já aguentou até agora, não custa aguentar mais um pouco. Parabenizo a todos que nunca mediram esforços para fazer com que os 70 anos fossem alcançados, lutando com muita dedicação e amor ao esporte, apesar de todas as dificuldades. Lamento pela omissão dos atuais governos municipal e estadual; o COMERCIAL e o operário(frango depenado) são patrimônios do esporte e da cultura de MS, não merecem estar nessa situação.
Eder Maia
Cuiabá - MT
 
Eder Campos Maia em 15/03/2013 11:34:29
Péssimas condições a do clube, claro, ninguém ali trabalha, só joga bola...kkkkkk...um bando de marmanjos correndo atrás de uma bola.
 
Marcia Helena Dias Gomes em 15/03/2013 11:29:09
SOU OPERARIANO, MAS ME SENSIBILIZO COM A SITUAÇÃO DO COMERCIAL POIS NÃO TENHO O QUE COMEMORAR TAMBÉM, É TRISTE SABER QUE ESTES DIAS ATRÁS O GOVERNADOR LIBEROU MEIO MILHÃO PARA AQUELE..................SR CESÁRIO , É TRISTE SABER QUE NENHUM CENTAVO CHEGOU A NENHUM CLUBE. É TRISTE VER A SITUAÇÃO DO COMERCIAL E DO OPERARIO. TANTO DINHEIRO LIBERADO AOS POLITICOS , ATÉ PARECE QUE ELES VIVEM EM OUTRO MUNDO IREAL, POIS A REALIDADE RELMENTE É ESTA COM MUITA DIFICULDADE DE TODOS PARA SE MANTER A LUZ DO SOL ENQUANTO ELES VIVEM NUM LUGAR TALVES PARECIDO COM O PARAISO, NÃO É PRA TODOS , MAS DEVERIA.
 
josé carlos marani em 15/03/2013 11:01:36
Concordo com a reportagem e com o comentário do Valdir Pereira, mas o ECC tem que ter uma estrutura mínima para "acordar" os comercialinos. Moro no Rio de Janeiro e já me propus , através do site, de comprar ingresso do jogos em CGR, como uma forma de apoiar o clube. Nunca recebi resposta. Fiquei durantes dois anos para comprar uma camisa do clube, pois não a achava em nenhuma loja.
A proposta que engloba o projeto de oito anos é muito boa e, se seguida, deverá contribuir e muito para recuperar o clima das partidas das décadas de 70 e 80.
Quando Deus envelhecer, o EC Comercial morrerá...
 
Mauro Elkhoury em 15/03/2013 10:54:44
Sr. Valdir Pereira, eu tambem vi muitas vitorias memoraveis do nosso ECC, e ainda tive a alegria e a satisfaçao de treinar e jogar junto com todos estes nomes sitados pelo Sr. e ainda o goleiro Gamarra, Waldir, Henrique Pereira, Clovis,Cesar, Diogo e muitos outros,eu tinha meus 18/20 anos,e tinha como apelido (Leivinha), um grande abraço a todos os comercialinos.
 
olivio mello cavalcanti em 15/03/2013 10:46:02
Parabéns ESPORTE CLUBE COMERCIAL, mesmo passando por dificuldades continuo comercialino...
me lembro em 1968 em um torneio no Estadio Belmar Fidalgo, com sua arquibancadas de madeira, lá vi pela primeira vez o Comercial jogar, onde tinha, Operario, Noroeste, 1º de maio, Atlantico, Sei e outros, vi o Comercial ser Campeão várias vezes com o Morenão lotado, íamos de onibus especial para o estadio, vi muitos jogos na vila famosa, vi Comercial e Santos e tantos outros jogos com times grandes, me lembro do Copeu, Indemburgo, Dema, Mestre Gonçalves, Golê,e tantos outros craques que passaram por lá...Primeiro time a representar o então MT no campeinato Brasileiro, por ter sido campeão em 1973..."Campo gerandeses avante lutemos, em busca dos nossos ideais e o Comercial para frente levemos..."
 
Valdir Pereira em 15/03/2013 09:52:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions