A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/10/2009 13:22

Voluntários entram em campo para ajudar torcida dia 14

Redação

No dia 14, enquanto todas as atenções se voltarão para o gramado do Morenão, onde acontecerá o jogo entre Brasil e Venezuela, um grupo de 130 pessoas terá que se concentrar apenas em uma ação: recepcionar os mais de 20 mil torcedores que devem comparecer ao estádio.

Neste sábado, no Morenão, o grupo participou do primeiro treinamento. A primeira informação foi um alerta: "Quem quiser só ver o jogo, vai ter que comprar ingresso", afirmou Anailú Roza, da coordenação dos voluntários. Contudo, a certeza de que será impossível assistir a 100% da partida provocou somente duas desistências.

Aos que permaneceram, a certeza é de muito trabalho a partir das 14h da próxima quarta-feira. Os voluntários do SAT (Serviço de Atendimento ao Torcedor) vão distribuir entre 2 mil e 3 mil questionários para colher informações do público sobre o estádio.

E terão que saber como agir nas mais diversas situações: como indicar o portão de entrada, procedimento em caso de furto ou criança desaparecida. O grupo vai atuar dentro e fora do estádio, incluindo camarotes, cadeiras e arquibancadas.

A credencial não ajudará a se aproximar dos jogadores, pois é vedado o acesso ao gramado. "Vai ver o Kaká só de longe", brinca a coordenadora. "Já achava que ia ser bem difícil ficar perto dos jogadores. Mas vale a pena por poder participar", afirma Maria de Fátima Andrade, de 18 anos.

Para a acadêmica de Direito, Eudes Correia da Lima, de 43 anos, será uma oportunidade "gratificante". Ela conta que não teria compromisso na quarta-feira e está feliz em poder ajudar.

Já o servidor público Noel Correa Tosta, de 47 anos, espera ajudar os torcedores por conhecer o estádio Morenão "como a palma da mão". "Venho aqui desde a adolescência".

Seleção

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions