A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


31/12/2019 06:00

"Brasileiro", Marquinhos deixa IPTU para depois

Marta Ferreira e Fernanda Palheta
Brasileiro, Marquinhos deixa IPTU para depois

Devagar – A arrecadação do IPTU de 2020 em Campo Grande ainda não está aquelas coisas, afirmou nesta segunda-feira o prefeito Marquinhos Trad (PSD). Durante agenda pública, o chefe do Executivo afirmou que, no local mesmo, a maioria das pessoas certamente não haviam quitado o tributo ainda.

Nem eu – Marquinhos admitiu, inclusive, que ele mesmo ainda não recolheu o IPTU da casa onde vive com a família, no bairro Carandá Bosque. “Vou deixar para depois”. O prazo para conseguir desconto vai até 10 de janeiro.

Quanto – A Secretaria de Planejamento e Finanças lançou em novembro os boletos. A previsão de arrecadação é superior a R$ 450 milhões. Quem não pagar com o desconto à vista pode parcelar em 10 vezes, como acontece todo ano.

Vendido – Mudou de mãos o comando da rede Bioclínico, de clinicas de medicina diagnóstico, surgida há quatro décadas em Mato Grosso do Sul. Com 11 unidades próprias e sete postos de atendimento em clínicas, a rede de laboratórios agora é do grupo nacional Dasa.

Gigante – O Dasa é dono de marcas da área espalhadas pelo País, com destaque para São Paulo, onde tem a maior presença, além do Rio de Janeiro. Está também no Nordeste e, no Centro-Oeste, só não tinha representação em Mato Grosso do Sul.

Vende-se – O grupo GEP, dono das marcas Luigi Bertolli, Cori e Gap Brasil, só conseguiu negociar fazenda em Mato Grosso do Sul de uma série de ativos colocados à venda como parte do processo de recuperação judicial neste mês dezembro. A empresa tenta se levantar já há 4 anos.

Preço - Conforme o jornal Valor Econômico, a área rural que teve negócio fechado fica em Nova Andradina, município a 300 quilômetros de Campo Grande. O preço conseguido foi de R$ 22,6 milhões.

Difícil - Quando não é fogo, da época de seca, é a chuva que dá trabalho aos bombeiros de Mato Grosso do Sul. Nesta segunda-feira, quando o tempo não deu trégua, só nos primeiros 45 minutos de chuva em Campo Grande, foram 7 quedas de árvores, ou seja, uma a cada 6 minutos.

Percalços - Para dar conta do serviço de corte e retirada dos galhos, os militares se distribuíram pela cidade. Em uma das ocorrências, pelo menos, precisaram contar até dez: a motossera cismou de não funcionar. Em outro, a informação era de enxame de abelha, mas na verdade, era mais uma queda de galhos de vegetação.

Não vai rolar - A defesa do empresário Jamil Name tentou no STF (Supremo Tribunal Federal)  liminar em pedido de habeas corpus para que ele passsasse a virada de 2019 para 2020 em prisão domiciliar, mas o caso só vai ser julgado ano que vem mesmo. E corre risco de nem ser apreciado, pois há um pedido semelhante aguardando ainda decisão definitiva do STJ (Superior Tribunal de Justiça). Normalmente, a Corte superior sequer analisa o pedido em casos assim, alegando supressão de instância.

 

 

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions