ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  26    CAMPO GRANDE 33º

Jogo Aberto

Aeroporto está sendo preparado para receber Bolsonaro

Por Anahi Zurutuza e Leonardo Rocha | 14/08/2020 06:00
Aeroporto Internacional de Corumbá visto de cima (Foto: Infraero/Divulgação)
Aeroporto Internacional de Corumbá visto de cima (Foto: Infraero/Divulgação)

Preparativos – Embora a agenda do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em Mato Grosso do Sul ainda não esteja confirmada, o Aeroporto Internacional de Corumbá, onde o chefe da nação deve desembarcar, está sendo preparado para a recepção. Moradores da cidade já observaram que a grama foi cortada, guias pintadas e tenda foi montada no pátio.

Sigilo – A agenda é mantida no mais absoluto sigilo. Segundo a assessoria de imprensa do Planalto, a vinda do presidente está prevista para a próxima terça-feira (18), mas a confirmação só será feita na véspera, quando o credenciamento para a imprensa também será aberto.

Convidados – O prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes (PSDB), foi convidado para evento no aeroporto, onde será inaugurada estação de radar, apurou a coluna. O convite veio do Comando Militar da Aeronáutica e só para ele. A prefeitura não participa dos preparativos para a recepção.

Nioaque – O Campo Grande News também apurou que Bolsonaro tem a intenção de visitar o 9º Grupo de Artilharia de Campanha, em Nioaque, onde serviu entre 1979 e 1981, quando ainda era tenente do Exército. Na cidade, segundo o vice-prefeito Valdir Junior (MDB) diz que ninguém sabe de nada ainda.

Acordo - O vereador Otávio Trad (PSD) usou a palavra na sessão de ontem para comentar sobre a "Lei Seca", que faz parte de um acordo da Prefeitura de Campo Grande com a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, para evitar a realização do lockdown e que esta medida poderá reduzir acidentes por ingestão de bebidas alcoólicas, que ocupam leitos na Capital.

Fiscalização – Para o vereador Wellington Oliveira (PSDB) a fiscalização deve ser efetiva nos bares, mas entende que é impossível verificar e fiscalizar todos os estabelecimentos. "Não tem polícia que dê conta de fiscalizar tudo, verificar todo mundo".

Defesa - Agora foi a vez do vereador Epaminondas Vicente (SD), que faz parte da ala evangélica da Câmara Municipal, fazer a defesa da abertura das igrejas durante a pandemia, em Campo Grande. Ele ponderou que elas são "fundamentais" para ser um refúgio e porto seguro à população. "Sempre cumpriu seu papel ao longo da história em períodos de calamidade".

Contrário - Diferente dos colegas, o vereador Loester Nunes (MDB) continua defendendo a adoção do "lockdown" em Campo Grande, como uma medida mais eficaz para "salvar vidas". Ele, no entanto, ponderou que já que está sendo feita a "Lei Seca", que haja uma fiscalização efetiva da prefeitura nos bares.

Novo cargo – A delegada Ana Cláudia Medina titular da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) vai assumir o Dracco (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado), criado na semana passada pelo Governo do Estado.

Nova fase - A designação da servidora foi feita por meio de portaria publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (12). Para o delegado-geral, Marcelo Vargas, com a criação do departamento, a Polícia Civil inaugura “nova fase nas investigações, principalmente de corrupção e de desvio de verba pública”.

Regras de comentário