A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/12/2018 06:00

Ao cortar excessos, governo faz descobertas

Marta Ferreira

Serve pra quê?- A lupa que o governo tem usado para identificar “gorduras” no gasto com pessoal na administração estadual tem encontrado situações inusitadas. Órgãos abarrotados de “assessores de imprensa”, radialista que nunca dá expediente onde é contratado e jornalista que logo após ser nomeada foi curtir férias no Canadá estão entre eles.

Sem chances – A afirmação do deputado eleito Renan Contar (PSL) de que tem interesse em disputar o comando da Assembleia Legislativa provocou, obviamente, reações. Eduardo Rocha (MDB) disse que um deputado novato tem poucas chances de conseguir articular-se para ser eleito. Rocha já retirou seu nome do páreo por entender que o MDB segue em desvantagem na disputa. Para ele, a vitória está mais perto dos tucanos.

 

De boa – O atual presidente da Casa, Junior Mochi (MDB), comentou ontem que os projetos do governo serão bem aceitos pelos deputados e vão rapidamente à pauta. O senão é para a proposta de criação de uma previdência complementar. Tem receio da polêmica com a votação das mudanças na previdência dos servidores se repetir.

Por favor - Os deputados pediram ao governo que inclua o recurso que falta para pagamento das emendas individuais nas provisões do orçamento, para que seja garantido o pagamento dos valores deste ano, nem que seja em 2019. As emendas individuais são aquelas obrigatórias que cada deputado pode indicar para municípios, entidades, ou escolas e hospitais. Cada um tem direito a R$ 1,5 milhão.

Concorrência? – Sonho do empresariado sul-mato-grossense, a rota bioceânica passando pelo Estado rumo ao Chile ganhou uma alternativa no Paraná: reportagem da IstoÉ Dinheiro revela que o governador eleito do Estado vizinho, Ratinho Junior (PSD), disse que levou ao futuro presidente Jair Bolsonaro (PSL) projeto de inteligação rodoferroviária entre Paranaguá e Antofagasta.

Quem banca – Ratinho Júnior, conforme a reportagem, pretende que a Itaipu Binacional financie o projeto ligando os portos no Atlântico e no Pacífico. A empresa energética já aceitou financiar duas novas pontes rumo ao Paraguai, em Foz do Iguaçu (já licitada) e em Porto Murtinho –esta última integrante da rota que aproximaria produtos do Estado dos mercados asiáticos.

Ué – O secretário de Produção e Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, Jaime Verruck, apareceu no Jornal Nacional admitindo que se nada for feito, o Estado corre o risco de ficar sem os atrativos de Bonito e região, diante das últimas imagens mostrando rios cheios de água suja. O detalhe é que ele mesmo comanda, há 4 anos, o órgão que, originalmente, deveria assegurar a fiscalização e proteger o meio ambiente.

Fica, Minc – Outro secretário, Athayde Nery, ligado ao PPS, assinou carta em que titulares da área da cultura defendem a manutenção do status de Ministério para a pasta que cuida da área. O governo Jair Bolsonaro quer extinguir a atual estrutura.

Empatia – No fim da sessão desta terça-feira, o presidente da Câmara Municipal, vereador João Rocha (PSDB), pediu aos vereadores uma oração ou envio de pensamento positivo para o colega, o parlamentar Francisco Gonçalves. Ele passou mal no domingo enquanto dirigia e está se recuperando em casa. Mesmo assim, o presidente quis enviar os sentimentos e foi acompanhado pelos colegas.

Emocionado – No mesmo clima, João Rocha lembrou que amanhã ocorre a sessão solene para os ‘melhores do esporte’, homenagem que leva o nome de ‘Professora Rose Rocha’. Conhecida no meio esportivo, Rosa faleceu este ano em consequência do tratamento de câncer e sempre que é lembrada publicamente, o marido se emociona. Ao mencionar seu nome, o presidente ficou com a fala embargada.

(Com Leonardo Rocha, Humberto Marques e Mayara Bueno)

Com reajuste em risco, retaliação começa na Câmara
Retaliação – Nos bastidores, a conversa é de a derrubada dos vetos ao Plano Diretor de Campo Grande, por parte dos vereadores, ocorreu em retaliação ...
Duas prefeituras podem dar calote em servidores
Quem serão? – Duas prefeituras de Mato Grosso do Sul, não reveladas pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios), deixam seus servidores até quint...
Prefeito é gente como a gente no fim de ano
Amigo oculto - Marquinhos Trad reuniu a turma da prefeitura de Campo Grande para confraternização de fim de ano em um almoço de domingo, em salão de ...
Diplomação tem "clima universitário" e Bolsonaro "presente"
Festa – Realizada na mesma época das colações de grau de universitários, a diplomação dos eleitos neste ano teve um quê desse tipo de festa. A platei...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions