A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


09/12/2015 06:00

Após 100 dias de Bernal, um órgão ainda sem chefe

Edivaldo Bitencourt

Sem líder – O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), completa mais de 100 dias no cargo sem indicar o líder na Câmara Municipal. Ele tem assumido diretamente a articulação com o legislativo, que é feita a cada nova projeto encaminhado pelo Poder Executivo.

Desafeto – O vereador Marcos Alex (PT), que já foi líder de Bernal antes da cassação, é o mais novo desafeto do progressista. Eles já trocaram farpas pela imprensa. O petista vem destacando os defeitos de Bernal. O prefeito também não vê mais as mesmas qualidades de outras épocas no ex-líder.

Base – Com Paulo Pedra (PDT) na Secretaria de Governo, o prefeito tem uma base reduzidíssima na Câmara Municipal. A defesa de Bernal tem sido feita pelos vereadores Derly Reis, o Cazuza (PP), e Luiza Ribeiro (PPS).

Só um – Bernal mantém o costume de não nomear todos os chefes de órgãos públicos. O Instituto Municipal de Tecnologia da Informação continua sem presidente. Apesar do órgão ter assumido as funções da Itel Informática, continua acéfalo.

Justificativa – A deputada estadual Mara Caseiro encontrou o motivo para anunciar a saída do PTdoB sem o risco de perder o mandato. Ela recorreu a entrevista do presidente regional do partido, Morivaldo Firmino, publicada pelo Campo Grande News na segunda-feira (7), para ver favorecimento ao adversário na disputa interna pela candidatura a prefeito de Campo Grande.

Confronto – Morivaldo só tinha dito que, com a saída de Mara, o partido passou a contar com apenas um nome para disputar a prefeitura: o deputado estadual Márcio Fernandes. A deputada estadual anunciou que vai disputar a sucessão de Bernal pelo PMB (Partido da Mulher Brasileira).

Boatos – Os boatos, de que novas prisões podem ocorrer na Operação Lama Asfáltica, mobilizaram os meios de comunicação nesta terça-feira. Apesar de ser feriado no Poder Judiciário ontem, jornalistas fizeram plantão na casa de importantes lideranças políticas, que poderiam ser presas pela Polícia Federal.

Tempo quente – Outro boato que agita os meios políticos é a possível delação premiada do senador Delcídio do Amaral, suspenso do PT. Preso há 15 dias, ele cogita o benefício em troca de informações, segundo a colunista Vera Magalhães, da revista Veja.

Sete – O Governo do Estado tem a aprovação de sete projetos antes do recesso parlamentar. O assessor jurídico da Casa Civil, Felipe Matos, conversou com os deputados para garantir a aprovação das propostas, como isenção do ITCD para moradores do Minha Casa, Minha Vida e mudança na escolta por agentes penitenciários.

Facilidade – O líder do Governo, Professor Rinaldo Modesto (PSDB), está tranquilo quanto a votação das propostas. Ele disse que não há projeto polêmico e todos devem ser aprovados por consenso.

(colaborou Leonardo Rocha)

Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...
MS cumpre "regra de ouro" na finança pública
Melhor que os outros – Existe uma máxima em finanças públicas de que os governos, para não cair em estado de insolvência, não devem custear despesas ...
Reinaldo diz que ação contra o crime não pode ser só no RJ
Mal gerido – Neste ano, o Ministério da Justiça e Segurança Pública gastou R$ 185,77 milhões do FNSP (Fundo Nacional de Segurança Pública), conforme ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions