A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


04/03/2014 06:00

Autor de anúncio "compro sua alma" teme reação da mãe

Edivaldo Bitencourt

Insuportável – Os banheiros químicos, disponibilizados para os foliões dos blocos e cordões, ficaram imundos na noite de domingo. A maior parte acabou sendo inutilizada por falta de manutenção e limpeza. Em alguns casos, só os mais apertados decidiram se arriscar no meio de fezes e urina.

Prestígio – O prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), foi a Corumbá para prestigiar o desfile da escola de samba que lhe fez homenagem na noite de domingo. No entanto, ele não seguiu o costume, em que o homenageado desfila pela agremiação onde é homenageado.

Impopular – Pesquisa divulgada no domingo revela que Bernal não será um bom “padrinho” político nas eleições deste ano. Na Capital, 30,5% dos eleitores consideram a sua gestão ruim e péssima. Só 23,56% aprovam o atual mandato.

Longe – Bernal deve apoiar a candidatura de Delcídio do Amaral (PT) ao Governo do Estado. Ele deve retribuir o apoio que teve o petista nas eleições de 2012. Esse é um dos principais motivos que levaram Delcídio a se engajar pessoalmente nos esforços para recuperar a administração de Bernal.

Esperança – O desgaste da administração Bernal é a grande aposta do PMDB para impulsionar a candidatura de Nelson Trad Filho (PMDB). Os peemedebistas vão bater na tecla de que não vale a pena arriscar na mudança, que pode ser para pior, como ocorreu na Capital.

Sétimo – O presidente da Federação das Indústrias, Sérgio Longen, pode ser o sétimo candidato a governador nas eleições deste ano. Ele é o nome cogitado pelo PTB para disptuar a sucessão do governador André Puccinelli (PMDB). No entanto, o seu nome está na lista de cogitações, como de Reinaldo Azambuja (PSDB).

De fora – O polêmico Eduardo Bottura, que ficou “famoso” ao dar dor de cabeça para integrantes do Poder Judiciário, não conseguiu viabilizar a disputa ao Governo. No ano passado, ele chegou a divulgar que seria candidato ao cargo máximo. Ele deve disputar uma vaga no legislativo.

Tinhoso – O autor da polêmica propaganda envolvendo o nome do “tinhoso” na obtenção de empréstimo é um jovem publicitário. Ele é funcionário público estadual e só fez os polêmicos anúncios - “de que se pessoa precisa de empréstimo, eu compro sua alma” – para chamar a atenção de quem passa na rua.

Minha mãe, não – O jovem contou que prefere manter o anonimato por temer a reação da mãe. O publicitário pregou 30 cartazes nas ruas Dom Aquino, da Paz, Barão do Rio Branco e Afonso Pena para ver a reação das pessoas. E até ficou algumas horas para ver pessoalmente os mais apavorados fazerem o sinal da cruz ao ver o cartaz.

Agenda – A Arquidiocese de Campo Grande lança, no domingo, a Campanha da Fraternidade deste ano. O tema será o tráfico de seres humanos. Oficialmente, a Quaresma, período de 40 dias que antecedem a Páscoa, começa amanhã.

Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions