A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


16/10/2013 06:00

Bernal fica furioso com Chocolate

Edivaldo Bitencourt

Furioso – O prefeito Alcides Bernal ficou furioso com a “traição” do colega de partido, o vereador Waldecy Chocolate (PP). Durante e após a campanha eleitoral, os dois viviam juntos e Chocolate até chegou a ser chamado de “prestígio” devido a proximidade com o chefe do executivo.

Oposição – Bernal não foi o único a ter desfalques e ser surpreendido na votação, ontem de manhã. A oposição, que conseguiu contar com os votos de Rose Modesto (PSDB), Chocolate e Edson Shimabukuro (PTB), foi “traída” pela postura de Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB).

Próximo passo – Agora, com a Comissão Processante aprovada, base e oposição vão duelar para mostrar força sobre o afastamento do prefeito Alcides Bernal do cargo. A medida é polêmica e pode ser adotada se a Câmara Municipal entender que o chefe do Executivo pode comprometer as investigações.

Fila – Se o pedido da Comissão Processante fosse recusado ontem, os opositores de Bernal já estavam com novo pedido engatilhado. O representante do Conselho Regional do Imbirussu, Elevis Rangel, avisou que protocolaria novo pedido na amanhã.

Inferno astral – Bernal pode ser obrigado a enfrentar mais um round na briga para continuar a frente da Prefeitura de Campo Grande. O Tribunal de Contas do Estado deve começar a analisar o relatório do conselheiro Waldir Neves nesta quarta-feira, no dia seguinte a primeira batalha perdida na Câmara Municipal.

Palavras – Os eleitores de Alcides Bernal cobravam, por meio do Facebook, uma manifestação do prefeito sobre a abertura de investigação pela Câmara Municipal. Até às 18h de ontem, com exceção de parabéns pelo dias dos professores, Bernal não se pronunciou sobre a Comissão Processante.

Indicativo – O indicativo de que a situação de Bernal não seria fácil começou na noite de segunda-feira, com a expulsão do secretário municipal de Educação, José Chadid, do PSDB. O partido sinalizou que realmente desembarcou da gestão progressista na Capital.

Caiu – Os índios conseguiram derrubar o chefe da Secretaria Especial de Saúde Indígena, Nelson Olazar. Ele pediu demissão do cargo após os índios ocuparem o prédio da pasta por vários dias e bloquearem rodovias.

Fim da farra – O deputado estadual Pedro Kemp (PT) propôs projeto de lei para acabar com a farra na concessão do título de utilidade pública. O objetivo é padronizar e criar critérios para a concessão do benefício, que inclui isenção fiscal.

Protesto – Pais e mães decidiram realizar hoje, às 15h, um protesto por melhores condições na creche Marta Guarani, no bairro Tarsila Amaral. Eles reclamam do tratamento dispensado por professores e técnicos às crianças.

Já tem gente curtindo a folga de fim de ano
Fim de expediente - Enquanto o recesso parlamentar terá início no próximo fim de semana, quando algumas prefeituras também suspendem as atividades pa...
A missão espinhosa de Marun
Casa cheia - No discurso em que saudou Carlos Marun como seu novo ministro da Secretaria de Governo, Michel Temer disse ter ficado preocupado com a p...
Só praças estão presos por cobrar propina
Só praças – A investigação sobre o envolvimento de policiais militares com a “Máfia do Cigarro” indica que, por ora, não há oficiais entre os policia...
Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...


Até quem é aliado dele vê que tem coisa errada.
Vai falar tbm que é a oposição que quer tirar ele do cargo?
Vai trabalhar prefeito.
 
Francis P. Lucas em 16/10/2013 17:33:20
O Carlão é realmente uma decepção como vereador. Demonstrou que não tem vontade própria e é um teleguiado pela vontade do chefe que também, embora seja do PMDB, vota no PT
 
ALICIO MENDES em 16/10/2013 13:17:18
DEUS ABENÇOE a vida do Bernal porque so criticas deixe o homem trabalhar
 
Oswaldo Cesar Martinez em 16/10/2013 11:23:49
Tem um velho ditado que diz: "Não há virgens no meretrício..."
 
julio lopez em 16/10/2013 09:09:30
Campo Grande esta triste com a escolha desse prefeito, pois a cidade além de parar, esta toda suja e esburacada.
Sempre recebo pessoas de outros estados, que antes qdo chegavam em Campo Grande era só elogios a cidade.
Umas dessas pessoas de fora retornou a Campo Grande e observou a mudança na cidade para pior.
Não vamos deixar a cidade se acabar, removam esse prefeito do cargo.
 
Valmir Delmondes em 16/10/2013 08:08:31
Eu não sei qual é postura do vereador Chocolate na Câmara de Campo Grande, mas eu também cheguei a ser líder do prefeito no meu mandato (1989/1992) em Bonito, o denunciei direto no Ministério Público, Tribunal de Contas e na Justiça Federal devido a roubalheira que ocorreu no período. É bem verdade que "eles" me temiam desde o tempo da campanha eleitoral, pois nos meus discursos eu afirmava que não iria compactuar com nenhum tipo de falcatruas na administração, e fiz isso! Não me preocupei com as repercussões de minhas ações. Fiquei queimado perante os eleitores como traidor, mas tive a consciência tranquila. Paguei o preço com a derrota na reeleição, mas os corruptos perderam os direitos políticos por 8 anos. As principais funções do vereador é a de Legislar e fiscalizar, isso eu fiz.
 
Olices Trelha em 16/10/2013 07:46:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions