ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 24º

Jogo Aberto

Bernal não acaba com congestionamento em 10 dias

Por Edivaldo Bitencourt | 28/10/2013 06:00

Papai Noel – O prefeito Alcides Bernal comandou pessoalmente o início da demolição de parte da Cidade do Natal. Parte deve ser reaproveitada, mas o símbolo da gestão do antecessor, Nelson Trad Filho,, que é a casa do Papal Noel, já foi "colocada no chão".

Desgaste – A destruição da casa do Papai Noel é a nova arma da oposição para desgastar ainda mais a imagem do prefeito Alcides Bernal, considerando-se que faltam menos de dois meses para o Natal.

Motel? – Para defender a demolição, Bernal brincou e falou que achou “até camisinha” na Cidade do Natal, afirmando que o local virou um motel público. O prefeito ainda garantiu que a Cidade do Papai Noel só "serviu" aos “poderosos”, sem dar nome aos bois.

PPS - Os atuais mandatários do PPS "demoliram", literalmente, o que sobrou da oposição dentro do partido. No encontro municipal de sábado, teve aliado que deixou a reunião antes do fim por não aguentar o massacre da trupe ligada ao ex-vereador Athayde Nery.

Sem milagres - O prefeito Alcides Bernal não cumpriu a promessa de acabar, em 10 dias, com os congestionamentos no cruzamento das avenidas Mato Grosso e Nelly Martins (Via Parque). O prazo de acabar com o transtorno acabou no sábado, mas, até hoje, motoristas seguem esperando e enfrentando transtornos para chegar ao Parque dos Poderes ou à região do Carandá Bosque.

Contribuição – O deputado estadual Márcio Fernandes (PT do B) destacou que novas oportunidades surgirão para os jovens da Capital com a construção do campus da UEMS e implantação do curso de medicina em Campo Grande. Ele afirmou que muitos estudantes deixam de continuar os estudos por falta de condições financeiras.

Acomodação - André destacou que não acredita que o PSB possa apoiar o PT aqui em Mato Grosso do Sul em função do senador Delcídio do Amaral fazer a campanha por Dilma no Estado. Ele acha que o PSB irá procurar um palanque para que Eduardo Campos seja mais citado e tenha mais espaço.

Feriadão - Servidores públicos estaduais tiveram o penúltimo feriadão antes do Natal. Ao contrário dos mortais comuns, eles não trabalham nesta segunda-feira em decorrência do Dia do Servidor Público. O último feriado antes do Natal será 15 de novembro, da Proclamação da República.

Palanque - O PP, do prefeito Alcides Bernal, praticamente bateu o martelo pela reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). A decisão deve facilitar a vida do campo-grandense, que vem insitindo que apoia, incondicionalmente, a atual presidente. Ele disse que a decisão está tomada, independentemente, da decisão de apoiar Delcídio para o Governo.

Conflito - A situação indígena pode "explodir com força total em 2014, em plena campanha eleitoral. Enquanto o Governo federal enrola para por fim aos conflitos, produtores rurais e indígenas criam novos focos de conflito. Mortes podem ocorrer, de novo, e levar a questão indígena em MS para o ponto central da campanha eleitoral, inclusive, a presidencial e obrigar todo mundo a prometer uma solução definitiva para o problema.

(colaboraram Vinicius Squinello, Kleber Clajus e Leonardo Rocha)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário