A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/10/2013 06:59

Bernal perde a primeira ação no caso da ex-catadora

Edivaldo Bitencourt

Menos Alex – O presidente da CPI da Saúde, Flávio César (PT do B) recomendou mais cautela ao petista Marcos Alex, líder do prefeito na Câmara. Ele pediu mais prudência nas declarações e questionamentos durante os depoimentos, já que o vereador tem adotado uma tom mais político para defender a gestão de Alcides Bernal (PP).

Irresponsáveis – Flávio César lembrou que os vereadores não podem ser irresponsáveis durante os depoimentos e fazer julgamento de valores. O alerta foi feito logo após Marcos Alex acusar Luiz Henrique Mandetta, quando foi secretário municipal de Saúde, de ter sido conivente com a “máfia do câncer”, que sucateou a radioterapia na rede pública na Capital.

De mais longe - O deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) defendeu a ampliação no volume de repasses para Campo Grande. Ele disse que o sistema deve ser seis vezes superior ao atual para atender a demanda. E ressaltou que o trabalho deve ser feito com urgência.

Confusão – O vereador Marcos Alex chegou a confundir as bolas na ânsia de atacar o deputado federal do DEM durante o depoimento na CPI da Saúde. Ele chegou a dizer que ele foi diretor do Hospital Universitário. “Não fui eu! Foi meu pai Hélio Mandetta", respondeu o democrata ao lembrar que a família até mantinha uma empresa de refrigerantes na Capital, a Tupy.

Gisa – O ex-secretário municipal de Saúde, Leandro Mazina, defendeu o novo sistema para o agendamento de consultas e atendimento por telefone na rede pública. Ele disse que o sistema é complexo, tinha 40 pessoas trabalhando. Ele responsabilizou o atual secretário, Ivandro Fonseca, pela paralisação do programa conhecido como Gisa e já foi considerado referência pelo Ministério da Saúde.

Lamentável – Mandetta foi mais incisivo nas críticas pelo abandono do Gisa pelo prefeito Alcides Bernal. Ele disse que é lamentável o programa, que custou quase R$ 10 milhões, ser abandonado. “O processo deve ser concluído”, afirmou.

Dia curto – Este sábado promete ser curto e tenso para a classe política. Líderes, dirigentes partidários e políticos com mandato passaram a noite em claro para fechar as últimas filiações. O prazo termina neste sábado. O presidente regional do PROS, Mário Márcio Borges, afirmou que as negociações deveriam varar a madrugada de hoje (5).

Forças – A filiação dos novos partidos está sendo feita de olho no Fla-Flu envolvendo o PT e o PMDB. Os deputados e vereadores mudam de rumo de acordo com a tendência dos novos partidos, apoiar Delcídio do Amaral (PT) e Nelson Trad Filho (PMDB). O deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) corre por fora e pode ser a terceira via em 2014.

Pedido negado – A Justiça negou o pedido feito pelo prefeito Alcides Bernal (PP) contra o jornal Correio do Estado. É a primeira derrota do prefeito na Justiça após a repercussão do caso envolvendo a ex-catadora Dilá Dirce Pereira, que acusa o chefe do Executivo de ter lhe surrupiado direito a indenização paga pela Vega Engenharia Ambiental.

Mau exemplo – Sindicalistas deram um tremendo mau exemplo na tarde de ontem. Eles queimaram um caixão na calçada em frente a agência do Banco Itáu, na Rua Barão do Rio Branco, no Centro. Após o protesto, eles não recolheram o lixo e o caixão, em chamas, ficou sob a faixa destinada para os cegos que utilizam a calçada.

(colaborou Kleber Clajus)

 

Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...


Quer dizer que quando os vereadores da oposição "metralham" o Bernal com denuncias não precisam ter cautela! Agora, quando o líder da câmara de vereadores vai defendê-lo, tem que ter cautela!! Ora ora bolas,...
 
MARCELLO MENDES em 05/10/2013 08:09:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions