A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


19/11/2015 06:00

Bernal resiste a dar apenas um único reajuste

Edivaldo Bitencourt

Cadê meu celular – O vereador Eduardo Romero (Rede) decidiu seguir o exemplo do ex-colega de partido, Otávio Trad (PTdoB), foi à Justiça para pedir a devolução do telefone celular apreendido pelo Gaeco. Contudo, na solicitação, ele diz que continua disposto a colaborar com as investigações.

Culpado – O vereador Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSB), culpa o Gaeco por ter entregue o telefone celular errado na Operação Coffee Break, desencadeada no dia 25 de agosto deste ano. Ele disse que foi obrigado a sair correndo de casa e pegou o aparelho mais próximo. O outro ficou carregando.

Defesa – O prefeito afastado Gilmar Olarte (PP) também foi à Justiça em decorrência da apreensão do telefone celular. No entanto, ele pediu ao desembargador Luiz Cláudio Bonassini da Silva, da Seção Criminal, que lhe faculte o acesso aos relatórios feitos a partir da perícia realizada no telefone.

O que falei – O vereador Airton Saraiva (DEM) também quer ter cópia do relatório de todas as conversas que manteve pelo aplicativo WhatsApp. Como não se lembra de tudo que falou, o parlamentar quer ter certeza do que o MPE tem conhecimento para se defender.

Precaução – Os políticos envolvidos na Operação Coffee Break querem ter acesso às 400 mil páginas de relatórios de conversas feitas pelos telefones celulares, porque não sabem qual parte apagada foi recuperada pelos peritos. O Gaeco assutou muita gente ao garantir que conseguiu recuperar coisa apagada há muito tempo.

Presidenciável – O ex-ministro Ciro Gomes será o primeiro presidenciável a visitar o Estado neste segundo semestre. Pré-candidato a sucessor de Dilma Rousseff (PT), ele vem com a cúpula do PDT para evento na Capital nesta sexta-feira.

Roteiro – O ex-ministro da Ciência e Tecnologia, Roberto Amaral, também chega a Capital nesta semana. Ele vem para evento do Brasil Popular em defesa da democracia no sábado. O ato será na Câmara Municipal e deve reforçar a ofensiva contra o impeachment da presidente Dilma.

Tempo de reajuste – O prefeito Alcides Bernal (PP) autorizou dois reajustes neste mês. O IPTU fica, no mínimo, 9,57% mais caro em 2016. A tarifa de ônibus sobe 8,33%, de R$ 3 para R$ 3,25 a partir de hoje. O próximo reajuste a ser autorizado será na tarifa de água, que tem data base em janeiro.

Opa, nem todos – No entanto, o prefeito resiste a conceder um outro reajuste: o de 13,01% nos salários dos professores. A categoria, que realizou a maior greve da história da Capital, amarga o fracasso na luta para ter o salário elevado ao valor do piso nacional de R$ 1.917 para jornada de 20 horas.

Demissionário – Paulo Pedra (PDT) deve deixar o comando da Secretaria Municipal de Governo. Após a condenação do Tribunal Superior Eleitoral, que lhe cassou o mandato por compra de votos, ele perdeu força junto ao prefeito Alcides Bernal.

Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions