A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


20/12/2011 07:00

Bonança

Jogo Aberto

Aniversário do paciente

Dourados comemora aniversário hoje em clima de restauração administrativa, com a maioria dos problemas cruciais resolvidos ou encaminhados. Nos últimos 30 dias o prefeito Murilo Zauith (PSB) se dedicou a agendas diárias nos bairros e distritos do município. Duas frases se transformaram no bordão das andanças - “Dourados está saindo da UTI” e “A cidade já respira sem ajuda de aparelhos”. As frases comparam a cidade ao pós operatório de um paciente de hospital, remetendo aos fatos que culminaram com a queda de Ari Artrose (expulso do PDT).

In loco

O governador André Puccinelli faz nessa manhã visita ao bairro Tiradentes, para conversar com moradores e saber qual a opinião deles sobre a operação realizada pela Polícia Militar para acabar com a onda de violência e criminalidade. Reportagem do Campo Grande News mostrou que, independentemente dos resultados, considerados satisfatórios, o que deixa a população feliz é a sensação de segurança.

No olho do furacão

A guerra fiscal entre Estados na disputa por investimentos privados vai exigir novas articulações políticas do governador André Puccinelli, que fecha o ano com a agenda essencialmente econômica.

Com o debate sobre as mudanças no ICMS ganhando corpo, cresce a insegurança jurídica para as empresas interessadas nas isenções, que custam aos investidores, no mínimo, geração de renda e empregos no Estado e incorporação às cadeias produtivas locais.

MS é a mina

Jornal Valor Econômico noticiou ontem que a ALL (América Latina Logística), que detém a concessão do transporte ferroviário de cargas em Mato Grosso do Sul, está se unido à Triunfo Participações e Investimentos (TPI) e a Vetorial Mineração para fundar a Vetria Mineração S/A. A aliança foi formalizada ontem à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Urucum é o alvo

A Vetria será responsável pela extração, transporte e comercialização de minério de ferro Maciço do Urucum, em Corumbá, via porto de Santos (SP). A transação reforça o anúncio feito no fim de novembro pelo gerente da ALL em Mato Grosso do Sul, Sinuê Brondi, em visita à Redação do Campo Grande News, de que a ferrovia seria revitalizada para atender à crescente demanda da mineração.

Concorrência salutar

A nova companhia surge no momento em que a Vale também anuncia investimento na lavra do minério em suas duas minas em Corumbá.

Para fazer a integração da mina, ferrovia e porto de Santos, a Vetria estima investir R$ 7,6 bilhões. Boa parte desse investimento será destinado à ampliação da capacidade da mina no maciço de Urucum para 20 milhões de toneladas por ano, em uma primeira etapa. O restante dos recursos será para elevar a capacidade da ferrovia, com aportes em via permanente e aquisição de material rodante, além da construção do terminal portuário em Santos.

Polo

A extração é a única perspectiva e o sonho de transformar Corumbá em pólo minero siderúrgico ainda esbarra na logística. A única viabilidade que as companhias vislumbram é a exportação do minério, que para o governo também é um commodities estratégica na balança comercial. A mineração respondeu por dois terços da arrecadação federal em Mato Grosso do Sul.

Potencial

O leque de oportunidades em Mato Grosso do Sul é tão amplo que o setor seringueiro também está projetando investimentos no Estado. Com os indicadores do PIB privilegiando o Centro Oeste brasileiro, MS continuará no foco dos investidores, em que pesem as mudanças no sistema tributário.

Imbróglio

Corre à distância das avaliações políticas a batalha judicial em Aquidauana, onde Ministério Público acusa o vice-prefeito Vanildo Neves (PSDB) de usar máquina e servidor da Prefeitura em sua chácara, com a conivência do prefeito Fauzi Suleiman (PMDB), que se diz perseguido pelos meios de comunicação e já foi afastado e retornou três vezes ao cargo. Para a população a situação já provoca vácuo institucional, com deficiências em alguns serviços públicos.

Dublê

Depois de viajar pelo Brasil usando falsas insígnias, documentos e uniforme que mesclava Força Nacional, PRF e Interpol, um suspeito de ser doente mental com uniforme de tenente-coronel foi preso pela PM no distrito de Casa Verde, em Nova Andradina, após dar carteirada para não pagar rodízio em churrascaria.

DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions