ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  02    CAMPO GRANDE 22º

Jogo Aberto

"Cadê os epidemiologistas?", diz deputado ao defender Pazuello

Por Gabriela Couto e Anahi Zurutuza | 17/02/2021 06:00
Luiz Ovando (PSL) em vídeo postado nas redes sociais.
Luiz Ovando (PSL) em vídeo postado nas redes sociais.

Time Pazuello - O deputado federal Luiz Ovando (PSL) vestiu a camisa do "time Pazuello", depois que senadores reforçaram a cobrança por CPI que investigue a conduta do general Eduardo Pazuello à frente do Ministério da Saúde, no combate à pandemia. O parlamentar sul-mato-grossense gastou latim em 6 minutos de vídeo postado nas redes sociais.

Cadê os epidemiologistas? - No material, ele prega, justamente, os pontos que mais são alvos de críticas sobre a postura do presidente e sua equipe: reclama de "lockdown prematuro, infundado...", diz que "cloroquina funciona" e ataca os epidemiologistas "que não identificaram cepa mutante", que agora é a maior preocupação no enfrentamento à doença no mundo.

Lá falta mais - Também comparou o Brasil aos Estados Unidos e a Europa. Na tradução livre, acha até que estamos bem, levando em conta que países muito mais ricos também vão mal. "Faltou oxigênio em Manaus? Sim. Mas em Portugal faltou leitos e o as pessoas eram internadas em cadeiras... Nos Estados Unidos a falta de oxigênio foi 482% e de Manaus 500%", comparou, reforçando que lá o PIB é muito mais graúdo.

Sossego – O Carnaval do deputado federal Vander Loubet (PT) está sendo de sombra e água fresca. Há dois dias ele posta fotos nas redes sociais com a netinha, Liz. “Recarregando as energias”, publicou como legenda de uma das imagens.

Destino – A escolha do parlamentar para folga prolongada foi passar os dias na rede em varanda de propriedade no Cachoeirão, distrito a 49 km de Terenos, pertinho de Campo Grande também. O local reúne pequenas corredeiras e balneários, residências históricas e chácaras para quem curte momentos de sossego.

No México – Quem também não economizou nas postagens durante o Carnaval foi a delegada Rosely Molina, hoje lotada na Acadepol-MS (Academia de Polícia Civil de Mato Grosso do Sul). A autoridade, contudo, escolheu o agito. Está em Cancún, no México. “Avião a cima, preocupação a baixo, descanso ao centro, tequila a dentro!”, publicou.

Homenagem - Seis servidores municipais atuantes na Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) foram elogiados em ato da secretaria no Diário Oficial de Campo Grande. Dentre os seis, uma delas recebeu a moção de elogio três vezes: Cristiane Maria Diniz Brum, que é assessora governamental na Ouvidoria da pasta.

Para copiar – A Prefeitura de São Paulo volta às aulas com um reforço e tanto, que serve de ideia para que as crianças também retornem às escolas em Campo Grande. Os paulistanos vão contratar 5 mil mães para cumprir protocolos de biossegurança, como aferição de temperatura e garantir que todo mundo está de máscara. Cada uma receberá R$ 1.155 pelo trabalho, por seis meses.

Composição – Na volta do Carnaval, vereadores devem decidir a composição das comissões permanentes da Câmara Municipal. Como sempre, a mais disputada é a Comissão Permanente de Legislação, Justiça e Redação Final, por onde tem de passar todos os projetos de lei.

Cotado – Estreante no Legislativo, o vereador Ronilço Guerreiro, do Podemos, está cotado para assumir um posto bem menos concorrido, na Comissão Permanente de Cultura. Terceiro secretário da Mesa Diretora, diz que ficará satisfeito se puder assumir o comando das pautas relacionadas à cena cultural de Campo Grande.

Persistentes - Fim de semana tem mais manifestação pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro, em Campo Grande. Movimentos sociais, partidos e sindicatos marcaram para o próximo domingo, a 5ª Carreata Fora Bolsonaro, às 10h, com concentração na Avenida Gury Marques, em frente ao Terminal Rodoviário Interestadual.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário