ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 24º

Jogo Aberto

Candidato a governador chama MS de "Mato Grosso" em entrevista

Por Edivaldo Bitencourt | 16/08/2014 07:00

Do Sul – O candidato a governador Evander Vendramini (PP) cometeu uma grave gafe nesta semana. Em entrevista ao programa Tribuna Livre, da FM Capital, ele se referiu a Mato Grosso do Sul como “Mato Grosso”.

Indu – Ontem, o progressista e vereador por Corumbá postou mensagem no Facebook sobre a campanha no Distrito Industrial de Campo Grande. “Estou no Indu Brasil”, afirmou, sobre a visita ao Indubrasil.

Retomada – Os candidatos a governador retomaram a campanha eleitoral no Estado após a trágica morte de Eduardo Campos na quarta-feira (13). A maior parte passou a visitar eleitores e participar de reuniões com filiados e cabos eleitorais.

Exceção – A única exceção é o candidato do PMDB, Nelson Trad Filho, que deverá acompanhar o velório e o sepultamento de Campos no Recife (PE). Ele suspendeu toda a agenda em decorrência da tragédia.

Dia “úteis” – O prefeito Gilmar Olarte (PP) sancionou, ontem, a lei que institui o Dia Municipal do Escritor. A data passa a ser comemorada no dia 25 de julho de cada ano. Também definiu 21 de março como Dia da Consciência Humana.

Aquidauana – Olaerte prestigiou, ontem, as festividades do município de Aquidauana. Ele foi à sua cidade natal acompanhado da esposa, Andreia Olarte, e assessores. O município completou 122 anos de fundação.

Creche – O Tribunal de Contas do Estado inaugura, na segunda-feira, a creche para atender os filhos dos funcionários públicos. A capacidade do centro, que faz homenagem a Maria Constança de Barros Machado, é 60 crianças.

Vazios - Em função das eleições gabinetes de candidatos à reeleição e de vereadores candidatos está vazio. Se a população quiser reivindicar algo só poderá encontrar durante as sessões, mas tem que ser rápido. Em média, a sessão tem demorado, no máximo, 40 minutos.

Inspeção – Técnicos do Tribunal de Contas continuam a inspeção extraordinária na Prefeitura Municipal de Campo Grande. O trabalho mira as contas da administração de Alcides Bernal (PP), cassado no dia 12 de março deste ano. No entanto, os auditores também estão verificando as contas até junho deste ano.

Racha - Ala do PMDB em Mato Grosso do Sul, que era contra o apoio a Eduardo Campos, defende o apoio à reeleição de Dilma Rousseff (PT). Eles querem seguir o diretório nacional do partido, já que o vice, na chapa petista, é Michel Temer. No entanto, o grupo vai seguir a orientação do candidato Nelsinho Trad.

(colaborou Eduardo Penedo e Ludyney Moura)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário