A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


30/07/2014 06:00

Candidatos a governador fazem guerra por seguidores

Edivaldo Bitencourt

Difícil – Candidato a senador pelo PSD, empresário e dono do jornal Correio do Estado, Antônio João Hugo Rodrigues, está com dificuldade de manter a chapa. Dois candidatos a suplente desistiram na última hora e o obrigaram a recorrer a um novo nome.

Suplente – Nesta semana, Antônio João ficou sem o segundo suplente e foi socorrido pelo PSDB, que indiciou Maria Lúcia Cintra para a vaga. O titular, Mohamad Abder Rahman Abdallah, desistiu de continuar ao lado do candidato titular.

Importante – O segundo suplente as vezes da sorte. É o caso de Ruben Figueiró (PSDB), que de segundo "reserva" de Marisa Serrano, virou senador. Ela foi eleita conselheira do Tribunal de Contas e o primeiro suplente, Antônio Russo (PR), está de licença médica.

Ficha suja – Alguns candidatos decidiram renunciar para evitar enfrentar a Justiça Eleitoral e correr o risco de serem excluídos. Luiz Carlos Bonelli, que foi superintendente do Incra, é um dos que preferiu fugir do julgamento.

Sem chance – O ex-vereador Clemêncio Ribeiro decidiu não se arriscar nas eleições deste ano. Depois de passar por vários partidos, (o último foi o PP, do prefeito cassado Alcides Bernal) renunciou a candidatura a deputado estadual.

Adiado – O Tribunal Regional Eleitoral recuou e decidiu retirar da pauta de ontem o julgamento da candidatura a senador de Alcides Bernal (PP). Com três pedidos de impugnação, o prefeito cassado ganha sobrevida para continuar na disputa deste ano.

Sem whats – Os candidatos devem ficar atentos às novas tecnologias nas eleições deste ano. Enviar mensagem pelo aplicativo WhatsApp sem o consentimento do eleitor pode gerar multa de R$ 100. O valor será cobrado por cada irregularidade cometida.

Facebook – Os candidatos a governador de Mato Grosso do Sul travam uma verdadeira guerra virtual nas mídias sociais. A luta é grande nos bastidores. Por enquanto, o líder em número de seguidores é Delcídio do Amaral (PT), com 70,9 mil.

Facebook 2 – O candidato do PMDB, Nelson Trad Filho, conta com 36.346 fãs até ontem à tarde. O tucano Reinaldo Azambuja estava em terceiro, com 20.983. O quarto colocado foi o candidato do PP, Evander Vendramini, com apenas 853 seguidores.

Só amigos – O candidato do PSOL, professor Sidney Melo, não fez fanpage. Também não é necessário, já que são pouco mais de mil amigos no Facebook. O limite de amizades na rede social é de 5 mil pessoas.

(colaborou Ludyney Moura)

Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions