A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


13/10/2016 06:00

Casal Olarte corre o risco de voltar para a cadeia este mês

Priscilla Peres

Haja assunto - Rose Modesto (PSDB) e Marquinho Trad (PSD) estão tendo que usar a criatividade para preencher os 10 minutos que cada um tem direito, no programa eleitoral na televisão. Rose usou um repórter com câmera escondida em um posto de saúde para mostrar a falta de remédio, já Marquinhos diz que analisa as propostas dos concorrentes que ficaram no primeiro turno para tirar o que há de melhor.

Tecnologia a favor - Diferente do início quando o tempo era escasso, agora sobra. Os dois também começaram a usar WhatsApp para se comunicar com moradores dos bairros. Durante o programa na TV, eles recebem as mensagens e respondem sobre o que farão para resolver aquele problema.

Nas ruas - Os candidatos a prefeitura de Campo Grande estão investindo nas caminhadas pelos bairros, nesta reta final de campanha. O contato direito com os eleitores durante o dia e as reuniões de partido a noite, está sendo a estratégia usada pelos dois, até nos feriados.

O voto perdido - A busca pelo voto e apoio daqueles que votaram nulo ou não foram participar da eleição no 1° turno, é o principal foco da candidata tucana, que está repetindo esta prioridade tanto nas caminhadas, como no programa eleitoral. Como ficou na segunda colocação, precisa reverter o placar contra seu adversário, escolhendo o público que ainda parece indeciso.

Dias decisivos - Apesar da semana de feriados, os deputados estaduais podem ter um momento importante, com a possível implantação da CPI dos Fantasmas. Resta apenas o presidente da Casa, o deputado Junior Mochi (PMDB), instalar a investigação, para os partidos indicarem os membros. A maioria foi a favor da apuração, mas alguns reclamaram que trouxeram um "embate eleitoral", para o legislativo.

Despontando - O vereador Elias Ishy, reeleito com 3.000 mil votos, está sendo comparado a Eduardo Suplicy, vereador mais votado no país. Os dois podem ser considerados a surpreendente exceção entre os petistas. Tiveram tanto voto que nem parecem filiados ao partido que encolheu em todo o país nesta eleição.

Sem brigas – A Justiça precisou marcar audiência para que vizinhos no condomínio Nahima Park, pivô de polêmica sobre a apropriação de rua no bairro Chácara Cachoeira, “dessem as mãos”.

Acordo do bem – A juíza Patrícia Kelling Karhol, da 7ª Vara do Juizado Especial de Campo Grande, mediou o acordo entre Humberto Sávio Abussafi Figueiró, morador do residencial considerado ilegal pela Prefeitura da Capital, e Andréa Xavier Leteriello, a síndica. Os dois concordaram em evitar tratamentos desrespeitosos.

Defesa – Advogados de Gilmar e Andreia Olarte tem de apresentar nos próximos dias a defesa para poder evitar que o casal volte para a prisão. O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) alega que soltos, o ex-prefeito e a ex-primeira-dama trabalharão na ocultação de provas. Ele são acusados de lavagem de dinheiro.

Sumido? – Procurado pela Justiça para ser notificado sobre a denúncia contra ele na ação resultado da Operação Coffee Break, o advogado e o empresário Luiz Pedro Gomes Guimarães “desapareceu”. Pelo menos para os oficiais de justiça que não conseguem encontrá-lo, embora ele tenha sido flagrado pelo Campo Grande News tomando sorvete com o amigo Gilmar Olarte numa tarde dessas.

(Colaboraram Anahi Zurutuza e Leonardo Rocha)

PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...
Assembleia agora tem 8 "independentes"
Mais uma – Depois de votar com o governo por três anos e meio, a deputada estadual Grazielle Machado(PSD) anunciou que agora será “independente”, ass...
Quórum é motivo de "gracinha" na Assembleia
Presentes! Depois de três episódios neste ano de falta de quórum para votar projetos, o tema virou até motivo de puxada de orelha em tom de brincadei...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions