ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 26º

Jogo Aberto

Com moral, Simone fica com parte da CPI sobre Covaxin

Por Ângela Kempfer | 19/07/2021 06:00
Senadora Simone Tebet durante trabalhos da CPI da covid. (Foto: Reprodução)
Senadora Simone Tebet durante trabalhos da CPI da covid. (Foto: Reprodução)

Com moral - A CPI da Covid decidiu criar sete núcleos de investigação para acelerar os trabalhos durante o recesso parlamentar. A sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB), ficará responsável pelo estudo da documentação referente ao caso da Precisa/Covaxin, uma das situações mais cabulosas levantadas até agora.

Mapa LGBTQIA+ - A Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) participa de mapeamento sobre a orientação sexual da população carcerária de Mato Grosso do Sul. Inicialmente, o levantamento mostra que das cerca de 20 mil pessoas, 416 se autodeclaram parte da comunidade LGBTQIA+.

Mulheres são maioria - Proporcionalmente, contando que os presídios masculinos são muito mais lotados que os femininos, Mato Grosso do Sul tem muito mais mulheres presas que se dizem homossexuais do que homens. São 83 gays, 86 lésbicas, 89 mulheres bissexuais e 77 homens bissexuais. São 37 mulheres trans, 5 são homens trans e 37 travestis.

Invisível - Ainda sobre esse assunto, Fórum Nacional de Combate a Homofobia puxou a orelha de 9 estados que não tem registros específicos sobre crimes contra a população LGBTQIA+. Mato Grosso do Sul entra nessa lista, junto do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão, Ceará, Rondônia e até Rio Grande do Sul, onde o governador Eduardo Leite se assumiu homossexual recentemente.

Perrengue chique - A França anunciou que abrirá a fronteira para turistas brasileiros e imediatamente leitora do Campo Grande News enviou mensagem revoltada. “Só estão aceitando as vacinas aprovadas na União Europeia, ou seja Pfizer, Janssen, Moderna e Astrazeneca. Tenho 65 anos e tomei a Coronavac e não posso visitar meu filho”, reclamou.

Curto prazo - Para quem está nessa situação, o infectologista e pesquisador Júlio Croda tranquiliza. "Vão liberar, pois já foi aprovada pela OMS (Organização Mundial da Saúde), porém, mas ainda depende da publicação dos estudos". Já o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, prefere nem comentar, porque, na avaliação dele, esse tipo de questionamento é um “desserviço”, diante de tantos somelliers de vacina.

Virou festa - Com a vacinação avançando, a gurizada resolveu retomar as festas em Campo Grande. No fim de semana, teve pagode, violada e um festão de “réveillon” fora de época.

Exibidos - O mais curioso, é que ninguém parece com medo de postar a aglomeração nas redes sociais. Estudantes de Medicina, advogados e até policiais postaram a “virada” em uma propriedade de luxo da Capital, com centenas de convidados sem máscara e em abraços para fotos.

Aniversário - Nioaque comemorou em grande estilo os 131 anos de emancipação política.O governador Reinaldo Azambuja foi até a cidade para lançar obras. “É uma alegria poder estar em Nioaque nesta data comemorativa entregando e vistoriando obras que dão infraestrutura melhor e geram empregos na cidade, como o acesso ao frigorífico, a pavimentação de vias urbanas e a reforma e ampliação do hospital, que vamos inaugurar em setembro”, comentou.

Retorno - Reinaldo aproveitou para falar dos avanços estaduais. “Com todas essas ações, Mato Grosso do Sul vem devolvendo investimentos à população. Nesses mais de seis anos e meio de governo, soubemos construir condições de parcerias sólidas que dão resultados nos 79 municípios. Só aqui em Nioaque foram mais de R$ 50 milhões investidos nesse período”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário