A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


10/12/2013 06:00

Comissão Processante vai ouvir Bernal no seu dia favorito

Edivaldo Bitencourt

Coração feminino - A vice-governadora Simone Tebet (PMDB) fez um discurso empolgante sobre o papel da mulher na sociedade de hoje, apesar de ainda existir preconceito e dúvidas sobre a capacidade feminina por parte dos homens. Ela ponderou, no entanto, nas críticas masculinas e elogiou os prefeitos de Campo Grande, Ponta Porã e Corumbá. "Eles não contam, porque possuem coração feminino", minimizou.

Mas elogios - Simone também aproveitou para dizer que quem lhe ensinou que "mulher não se bate nem com uma flor" foi seu pai, o ex-senador Ramez Tebet. Também não esqueceu do governador André Puccinelli (PMDB) e lembrou que ele sempre defendeu a classe feminina, tanto que suas principais secretárias são mulheres.

Que vergonha - O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) destacou que ficou com vergonha de ver os números de Mato Grosso do Sul sobre assassinatos de mulheres, já que o Estado é o quinto com maior média de mortes de gênero. "Esta violência é uma chaga, uma desgraça, temos que nos envergonhar com este número não muito invejável".

Cota pra homem - Já o prefeito de Corumbá, Paulo Duarte (PT), fez questão de dizer que as mulheres estão tomando conta dos cargos públicos e dos grandes empregos na sociedade. Ele ainda destacou que ajuda nestes números, já que 65% de seu primeiro escalão são de mulheres. O petista até sugeriu uma nova cota social. "Daqui uns dias teremos que ter cota para homens, já que elas estão tomando conta de tudo", elogiou o prefeito.

Não faz falta - A secretária municipal de Assistência Social, Thais Helena, declarou que nomear uma chefe para a secretaria da mulher não é fundamental na prefeitura, já que sua pasta realiza todas as ações necessárias para contemplar esta classe e que as mulheres estão bem assistidas na gestão do Bernal.

Delcídio – Pré-candidato a governador do Estado em 2014, o senador Delcídio do Amaral (PT) começou a cuidar da saúde. Ele vem realizando caminhadas e até já perdeu alguns quilos com a nova rotina.

Vazio – Apesar de ter como certo o apoio do PROS, o senador petista ainda não contabiliza apoios importantes para as eleições de 2014. Mesmo “colocando um ônibus” para recolher aliados, Delcídio não conseguiu fechar alianças para a sucessão estadual. Ontem, ele minimizou a falta de aliados. “A eleição está muito longe”, frisou.

Otimista – Já o ex-secretário estadual de Articulação com os Municípios e ex-prefeito da Capital, Nelson Trad Filho, vem gabando-se que, apesar de “não ter um ônibus”, já tem a sinalização de que terá o apoio de uma penca de partidos. Ou seja, o “carro” promete estar lotado na disputa da sucessão de André Puccinelli.

Reviravolta – Demorou, mas o presidente da Comissão Processante, Edil Albuquerque (PMDB) conseguiu o “grande dia” ontem. Só foi a Justiça autorizar a continuidade do processo de investigação, ele já mandou notificar o prefeito e deu 48 horas para Bernal se preparar para o depoimento na comissão.

É 11 – Amanhã, dia do depoimento de Alcides Bernal (PP) na Comissão Processante, é a data favorita do progressista. Ele pode ser ouvido na Câmara Municipal sobre as irregularidades cometidas na prefeitura no dia 11 de dezembro. O 11 é a data utilizada por Bernal para tudo, anunciar obra e até numerar pacote.

(colaboraram Lidiane Kober e Leonardo Rocha)

Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...
"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...
Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...



Muito boa tarde!

Perguntar não ofende: por que será que na gestão passada não havia uma comissão para investigar os atos do prefeito? Outra coisa, se a comissão quer e precisa ouvir o prefeito, por que o chefe do executivo não é tratado com o devido respeito que o cargo que ele exerce exige e a compreensão da dignidade humana dos tempos atuais colocam em pauta?

Daniel Cordeiro Calado
 
Daniel Cordeiro Calado em 10/12/2013 15:34:16
muita gente no brasil não ganha e nem merece ser nem presidente de bairro principalmente as antigas raposas.
 
Hélio guedes de souza em 10/12/2013 06:48:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions