A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/12/2014 06:00

Criada para ajudar usuários, agência só dá má notícia: reajuste, reajuste

Edivaldo Bitencourt

Festa – O prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP), aposta no clima natalino para esfriar a crise com o legislativo. Ele aposta na iluminação e na Cidade de Natal para conquistar a confiança da população. Neste ano, até neve será usada para colocar a Capital no clima natalino.

Carnaval – A decoração de Natal está sendo conduzida por Valdir Gomes, famoso pela participação nos concursos de fantasias de Carnaval. Ele promete um dos maiores espetáculos na história da Cidade Morena.

Crise – As novas nomeações não melhoraram a relação entre o prefeito e os vereadores. O PTB não gostou de perder o comando da Agetran. O PTdoB não se sente contemplado com a nomeação de Elizabeth Félix no comando da Agência de Trânsito.

Mais mudanças – A reforma prevista por Olarte ainda não acabou. Um dos cotados a sair é Ricardo Vieira, da Secretaria de Receita. A pasta pode ser agregada à Secretaria de Planejamento, que continuaria sob o comando de André Scaff.

Revolta – Inimigo declarado de Alcides Bernal, o vereador Chiquinho Teles (PSD) ironizou as constantes trocas no primeiro escalão na gestão de Olarte. “Que saudade do Bernal. Se for essa palhaçada de mudança todo fim de semana, sou independente antes do fim do ano”, brincou.

Só aumento – A Agência Municipal de Regulação, apesar do orçamento milionário de R$ 4,3 milhões, não vem cumprindo seu papel de garantir a qualidade das empresas privatizadas e das concessões públicas. Sob o comando de Rudel Trindade, o órgão só dá más notícias aos usuários, com os aumentos nas tarifas de ônibus e de água.

Contramão – Os usuários continuam reclamando da qualidade dos serviços. O contrato firmado com as empresas de ônibus, por exemplo, que prevê melhoria do serviço e até mais pontos de embarque cobertos, não é fiscalizado pelo órgão. Usuários não se sentem contemplados, já que a tarifa subiu para R$ 3, mas a qualidade continua a mesma.

Gelo inimigo – A oposição não teve que enfrentar apenas a promessa por liberação de emendas ou a maioria de governistas no Congresso Nacional durante a votação pela diminuição do superávit primário da União. Os potentes aparelhos de ar-condicionado da Casa afastaram alguns políticos com a imunidade baixa. Caso do senador Ruben Figueiró (PSDB), que se recupera de uma pneumonia e devido ao frio do plenário, acompanhou a votação de seu gabinete no Senado.

Sou eu - O deputado Antônio Carlos Arroyo (PR) foi questionado durante agenda com o governador, se já tinha a garantia do peemedebista que será o escolhido para assumir a vaga de conselheiro no Tribunal de Contas. Em um primeiro momento, ele fugiu da questão e preferiu falar sobre o evento, mas depois no final apenas declarou: "Sou eu sim".

Gratidão - O presidente da Assembleia, o deputado Jerson Domingos (PMDB), participou da reunião com Eduardo Cunha, que pretende ser presidente da Câmara dos Deputados. Ele afirmou que se a presidente Dilma Rousseff (PT) for contra este nome, será um ato de ingratidão, já que o PMDB trabalhou para que ela fosse reeleita.

(colaboraram Kleber Clajus, Leonardo Rocha e Ludyney Moura)

Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions